Aether 1.6.0

Aether

1.6.0

Ajude este garoto a desvendar enigmas viajando pela galáxias nas costas de um monstro gigante


REQUERIMENTOS
  • Flash Player.

Nem todo jogo tem como objetivo levar você a derrotar inimigos e enfrentar monstros. Aether tem aposta em um tema muito mais introspectivo e pouco usual. Ajude um pequeno garoto a explorar o universo a sua volta nas costas de um companheiro gigantesco e solucionar o enigma de cada planeta.

Sonho de criança

Um garoto se sentia solitário e permanecia olhando o mar até que um dia ele avistou um monstro imenso sair de dentro da água. Ao invés de temer, o jovem pressentiu que aquilo poderia ser o começo de uma grande aventura. Então o monstro baixou sua cabeça para que o garoto lhe subisse às costas.

Sempre a bordo do seu amigo monstro!

O jogo começa com você sobre a superfície de um planeta qualquer. Atire a língua de seu grande companheiro sobre as nuvens, estrelas e asteroides para subir cada vez mais. A medida que você se afasta do chão a gravidade se torna menor e você começa a flutuar em busca de outros planetas.

Cada planeta tem um habitante com um problema. A partir apenas de uma dica e sua intuição, o garoto deve solucionar o enigma de cada astro. Isento de violência, o jogo conta com um toque artístico em seu visual de sonho e trilha sonora dedicada a cada planeta.

Imagens do Aether

Imagens do jogo. Imagens do jogo. Imagens do jogo. Imagens do jogo.
Prós
  • Visual diferente.
Contras
  • Pouca ação.

Nossa opinião sobre o Aether:

Quem não vive sem a adrenalina dos jogos de ação não vai se interessar pela aventura deste jovem e seu grande companheiro. Já se você está aberto a novas experiências nos games, Aether apresenta conceitos interessantes para seu visual e trilha sonora. Seu padrão de qualidade não extrapola qualquer jogo de navegador, no entanto, ele chama a atenção dos gamers mais curiosos.


SHOPPING BAIXAKI

Comentários (0)

  • Juliano A. J. Juliano A. J.   em 9/2/2011 - versão: 1.5.3

    É um ótimo jogo, com dificuldade e diverção na medida.

Ver todos os comentários »