*

Neverwinter: Strongholds

Neverwinter: Strongholds

  • Gratuito
  • 7,11 GB
  • Para Windows XP/Vista/7/8/8.1
  • Atualizado em 13/8/2015
  • Cryptic Studios
  • Baixar
    Gratuito

A mistura de quase tudo que há de bom no gênero colocada no mesmo MMORPG

Publicidade

Não adianta, mesmo que você tente é quase impossível escapar de jogar algum MMORPG. O mercado desse tipo de game conta com títulos diferentes, dos mais simples e infantis até os mais robustos e, consequentemente, conhecidos.

Não tem para onde correr, em qualquer lugar que você for encontrará alguém que tenha jogado World of Warcraft, Rift, Guild Wars 2, The Elders Scrolls Online, enfim, opões não faltam, tem títulos para todos os gostos. É claro que existe um motivo para tanto sucesso: cada um é excelente do seu próprio modo, focando em determinados elementos característicos de cada um – além da imersão que oferecem.

D&D Nerverwinter é um daqueles títulos que põem todos os outros em uma balança e tentam tirar o que cada um tem de melhor. A franquia ficou famosa principalmente com Neverwinter Nights, contudo é quase possível dizer que a atual versão do RPG não tem relação com a história dele.

O game pega um pouco da exploração das masmorras, encontrando passagens secretas e evitando armadilhas, existente em Dungeons & Dragons Online enquanto mostra fidelidade ao sistema D&D de Nights: escolha de Feats, Power Attacks e rolagem de dados para descobrir seus atributos iniciais.

Sou noob, e aí?

Vamos começar do começo: a apresentação. Neverwinter é um MMORPG de ação free-to-play baseado no aclamado RPG de fantasia Dungeons & Dragons. Histórias épicas, muita pancadaria e o estilo clássico dos Role Playing Games de mesa esperam todos os jogadores bravos o bastante para adentrar neste mundo fantástico.

Para quem está começando agora no universo de Neverwinter: não se preocupe, nos primeiros níveis seu char passa por um belo tutorial para que o jogador entenda as nuances do game e de cada uma das (agora) oito classes disponíveis. Porém, antes de tudo isso vamos criar nosso herói.

A gostosa e árdua tarefa de criar seu personagem

Aqui, existe um ponto importantíssimo: a shards, que nada mais é do que o servidor em que seu personagem será criado. Chares que foram criados em um jamais encontrarão os que foram criados em outro, portanto, se quiser jogar com seus amigos, certifique-se de que vocês criaram seus heróis na mesma shard.

Depois disso, é hora de escolhermos a raça. Quem tem todos os pacotes do game conta com 12 para escolher, cada uma com suas propriedades únicas:

  • Dragonborn: um guerreiro meio dragão que ganha +3% de crítico e recebe +5% de cura das habilidades e feitiços;
  • Drow: se recupera duas vezes mais rápido nos acampamentos e tem chance de reduzir a defesa do alvo em 10%;
  • Dwarf: resistência aumentada contra ataques de nocaute e de dano por segundo;
  • Halfling: 3% de chance de refletir ataques e resistência a efeitos nocivos em área;
  • Half-Elf: +1% de reflexo, +1% de crítico e +1% de chance de achar ouro;
  • Half-Orc: acertos críticos causa +5% de dano e 10% de bônus de velocidade por três segundos ao entrar em um combate;
  • Human: +3% de defesa e ganha um ponto adicional de Hereic Feat nos níveis 10, 15 e 20;
  • Menzoberranzan Renegade: ao atacar, tem a chance de reduzir o poder e a defesa do alvo em 6% e se recupera em acampamentos duas vezes mais rápido;
  • Moon Elf: +1% de regeneração de estamina, +1% de ganho de pontos de ação e 10% de resistência a danos em área;
  • Sun Elf: +2% de ganho de pontos de ação e 10% de resistência a danos em área;
  • Tiefling: +5% de dano em alvos com menos da metade da vida e chance de diminuir o poder do alvo em 5%;
  • Wood Elf: +1% de chances de ataque crítico e 10% de resistência à lentidão.

Bem, agora que entendemos o que cada raça tem de interessante, podemos passar para o próximo passo: a classe. Essa escolha é que vai definir qual será o papel do seu personagem durante a aventura. Com a chegada do novo módulo de Neverwinter, temos oito tipos de heróis à nossa disposição:

  • Control Wizard: essa classe se concentra principalmente no controle do campo de batalha e causa dano a um grande número de criaturas simultaneamente;
  • Devoted Clerics: voltados principalmente para a cura, própria e de aliados. Os clérigos também podem conceder buffs, como pontos de vida temporários e resistências para si e para seus companheiros;
  • Great Weapon Fighter: contam apenas com a força bruta para superar os inimigos. Eles são guerreiros que sacrificam escudos em favor de grandes armas de duas mãos. Apesar de ser uma classe de ataque, ainda possui uma defesa considerável;
  • Guardian Fighter: como o próprio nome já diz, são guerreiros que se destacam por suas defesas impenetráveis. O guardião usa uma arma de uma mão, um escudo e uma armadura pesada, portanto faz o papel do tanker;
  • Hunter Ranger: são guerreiros bem ecléticos. Podem alternar entre corpo a corpo e ataques à distância usando a tecla Tab. Porém, essa habilidade só pode ser usada a partir do nível 10;
  • Scourge Warlock: eles podem dedicar-se às artes das trevas, seja causando danos e amaldiçoando inimigos ou invocando uma alma fantoche para aumentar seus poderes. Contudo, também podem agir como suporte para seus aliados, curando e fortalecendo o grupo;
  • Trickster Rouge: essa é também conhecida como a classe dos ladrões. Eles agem nas sombras e usam o elemento surpresa para atacar os oponentes, dando um dano massivo usando um par de lâminas afiadas ou adagas;
  • Oathbound Paladin: os Paladinos são valentes guerreiros com uma alta taxa de defesa que dedicam a vida às artes da magia branca, ou seja, cura e buffs. Mas não se enganem, não é porque eles curam que não causam um grande dano.

Depois vem a parte mais “rpgística” da coisa: a distribuição dos pontos de atributos. Todos os personagens têm um atributo principal (marcada com a cor roxa) e dois secundários (destacados em azul).

Não pense que você vai ter algo tipo: 50 pontos para dividir entre as seis características (strenght, constitution, dexterity, intelligence, wisdom e charisma). Não, não meu jovem, os dados é que vão decidir com quanto de cada uma seu personagem será agraciado.

Agora vem a parte mais “The Sims” da coisa, que é decidir como será a aparência do seu herói. Raça, classe, atributos, aparência... o que falta? A religião e a origem, claro! Ou melhor dizendo, a “afiliação divina”, isso é importante, pois durante o jogo podemos obter favores dos deuses, e isso vai depender de qual resolvemos seguir.

A origem nada mais é do que uma informação básica da história do seu personagem, e isso é criado automaticamente depois de escolher o lugar em que seu herói nasceu.

Comandos

Um bom controle do personagem é importante na hora do combate, então fique esperto para usar os comandos a seguir e, se possível, decorá-los:

  • Teclas W, A, S e D: movimentação;
  • Teclas Q, E e R: poderes de encontro;
  • Teclas 1 e 2: poderes diários;
  • Teclas 3, 4 e 5: itens de utilidade;
  • Tecla 6: aciona a montaria;
  • Cliques esquerdo e direito: poderes à vontade (golpes básicos);
  • Barra de espaço: pulo;
  • Shift: esquiva, corrida, teleporte, deslize ou guarda (depende da classe);
  • Tecla F: interage com cenário, objetos, NPCs e jogadores;
  • Tecla I: inventário;
  • Tecla J: missões;
  • Tecla M: mapa;
  • Tecla N: profissões;
  • Tecla "=": gerencia o companheiro atual;
  • Esc: abre o menu.

Expansão Strongholds

Depois de bastante tempo em produção, Neverwinter: Strongholds finalmente está liberada para todos os jogadores. A expansão permite que os jogadores escolham entre guildas com várias estruturas diferentes, além de possibilitar as criações de fortalezas para você se defender dos inimigos. Contudo, primeiro é necessário limpar essas áreas de monstros e inimigos ao completar as missões tradicionais para então você construir as fortalezas.

Entre as novidades desse grande update, podemos listar os maiores mapas que já chegaram ao MMORPG, o que confere bastante espaço para as guildas crescerem e brigarem com as que estão nos arredores. Todos os jogadores já têm acesso desde o início aos mapas de Neverwinter: Strongholds – independente do grau de experiência de seus personagens. Entretanto, as missões variam conforme o nível do personagem.

As fortalezas são construídas pelas guildas depois que essas áreas são liberadas, e elas se expandem continuamente de acordo com as vitórias dos seus membros e a manutenção do castelo em questão. O importante é defender as fortalezas das outras guildas que estejam dispostas a atacar você e manter o controle de suas terras. Essencialmente, Neverwinter: Strongholds é um enorme conteúdo PVP.

Quem desejar, pode doar recursos para facilitar a evolução da guilda (e essas doações terão recompensas interessantes, como equipamentos e encantamentos). Conforme a fortaleza cresce, novas missões são habilitadas para você impulsionar os recursos produzidos. Graças ao tamanho desses novos mapas, não faltarão áreas interessantes para você explorar, o que rendará muito tempo de jogo com outros players. 




Importante

Antes de instalar o " Neverwinter: Strongholds " você pode criar um ponto de restauração do Windows, assim, se não gostar do programa ou se ele não funcionar corretamente, você pode simplesmente restaurar o sistema para um ponto anterior à instalação do programa.Clique aqui e aprenda a criar um ponto de restauração.

Nossa Opinião

Nossa Opini�o Acima você conferiu uma descrição completa sobre o Neverwinter: Strongholds e suas funcionalidades, saiba agora o que achamos dele

Se você curte MMORPG, não tem como não amar NeverWinter: Elemental Evil. O jogo continua sensacional, mostrando a todos que o verdadeiro Role Playing Game de mesa nunca vai morrer.

Sair na porrada (nos games) nunca foi tão divertido

Ao contrário do que se espera de jogos de RPG, o sistema de batalha não é travadão e ainda melhorou muito quando comparado com os primeiros módulos da franquia. As suas principais qualidades são o dinamismo e a eficiência dos comandos. Diferente do combate de World of Warcraft, por exemplo, se um inimigo está carregando um ataque, ele vai errar o golpe caso você saia do alcance da sua arma.

Esses pequenos detalhes são muito legais de reparar. Além disso, outro ponto a ressaltar é a sinalização de golpes: o jogo indica com marcações vermelhas no chão que lugares golpes perigosos atingirão, algo que já existe em outros MMORPG, mas Neverwinter foi um dos primeiros a incorporar.

Cada classe é um game diferente

Não gostou de um char? Tente outro! A jogabilidade deles é totalmente diferente, é quase como se estivéssemos em outro game. E mesmo que você não tenha amigos que joguem o game, é possível se virar sozinho durante muito tempo, caso você saiba usar a opção de esquiva (ou defesa) no tempo certo para levar a menor quantidade de dano possível, bem como se valer de poções de cura.

Mas não se engane: a dificuldade dos combates vai se elevando à medida que avançamos. Eles exigem muita concentração e bons reflexos.

As classes possuem enormes árvores de habilidades e uma característica chamada de “Paragon Paths” (Especializações). Ou seja, não importa a sua função, você sempre pode ser um estrategista, alguém preocupado com a sobrevivência ou uma pessoa exclusivamente focada na função primária da sua classe. Por exemplo: o Trickster Rogue bate forte rápido, e o Devoted Cleric usa a mesma magia para atacar de longe e para curar. Seu jogo vai depender do seu estilo.

Gráficos e Som

Neverwinter tem aquela atmosfera medieval apimentada com um certo nível de realismo em seu visual, tendo muitas paisagens de cair o queixo. O game está repleto de animações para complementar a história, e é possível conferir um oceano muito bem trabalhado, bem como efeitos de luz e sombra geniais. Não chega a ser um Skyrim, mas mesmo assim impressiona quando comparamos a outros jogos do gênero.

As novidades da expansão Strongholds

A grande atualização de Strongholds está entre as expansões mais interessantes que Neverwinter já recebeu. Aqui temos mapas muito maiores e podemos conquistar fortalezas do zero, com o auxílio dos membros das guildas, e fortificá-las para defender de outros jogadores. Esse novo modo de PVP é muito mais dinâmico, já que os castelos são constantemente dominados ou perdidos, o que dá mais emoção às jogatinas.

Portanto, prepare-se para atualizar o game e curtir ainda mais o mundo de Neverwinter, e de um jeito que até então você não conhece. Conquistar os seus próprios castelos e cuidar das fortalezas para que não sejam invadidas não é uma tarefa simples, porém que quando feita em conjunto com os membros das guildas fará de você um verdadeiro guerreiro de sucesso. 

ImportantePrós
  • Ótimos gráficos
  • Excelente jogabilidade
  • Boa trilha sonora
ImportanteContras
  • Alguns sistemas poderiam ser mais simples, como chamar alguém para um grupo
  • Pequenos glicthes

Comentários (0)

Ver todos os comentários
  • Hamon Teixeira Hamon Teixeira
    em 23/1/2014 ás 19:56h
    versão: 2

    Esse jogo é subnutrido pelos Devs, pois simplesmente não corrigem bugs que estão presentes desde o BETA e só se preocupam em adicionar mais conteúdo superficial e com bugs. O sistema de progressão de Dugeons é simplesmente podre com direito a exploits que permitem aos jogadores evitar serem atacados por mobs e até por alguns boss; e também um dugeon finder estúpido cuja indicação de GS ideal para entrar na dugeons é totalmente falsa, além do queue fazer jogadores serem teleportados para locais totalmente isolados do resto da party ou com grupos incompletos que não podem ser completados pelos próprios jogadores através do invite, apenas o próprio DF pode fazer o invite. O PVP não tem rating e existe apenas um tipo de disputas nos 3 mapas de BGs. O objetivo das partidas é apenas capturar o mais rápido possível as bases e isso é feito facilmente através das montarias mais rápidas, que são todas pagas.

  • Lucas Lucas
    em 12/1/2014 ás 14:56h
    versão: 2

    Joguei por uns dias , no começo pra mim parecia o melhor jogo do mundo , mais depois enjoou de de mais , é um bom passa tempo

  • thiago lopes thiago lopes
    em 19/12/2013 ás 08:56h
    versão: 5

    Eu estava buscando uma alternativa para o WoW e achei. Neverwinter é exelente e F2P!

  • Tiago Tiago
    em 14/12/2013 ás 18:03h
    versão: 5

    O jogo é legal , mas para quem jogou World of Warcraft nenhum outro mmorpg consegue substituir o vicío :p ,para mim D&D Neverwinter é o melhor F2P atualmente , até melhor que o Tera online em minha opinião.

  • Adriano Adriano
    em 14/12/2013 ás 16:59h
    versão: 4

    Acabo de jogar, e gostei do que joguei. Sistema de combate livre, sem ser o bom e velho "aponte-clique", com direito a esquivas. Pode-se fazer bons combos com as habilidades (os malditos magos que o digam!), o que torna os combates mais divertidos. Prós: Som, muito bom! Gráfico tá muito bom também, com ótimos efeitos. As ruas da Neverwinter possuem "vida", é possível ver NPC`s andando livremente pelas ruas e os cenários realmente passam a impressão de se estar numa cidade fantástica - não por serem bem definidos, mas por possuírem muitos elementos na tela de jogo. Combate, dispensa comentários, muito legal. A customização de personagens é muito boa (mas ainda prefiro o sistema do PW). Há muitas quests, pra quem gosta. Ponto positivo para o elemento The Foudry, um editor de quests que permite aos jogadores de nível 15 ou maior editar suas próprias quests e torná-las públicas, muito bom mesmo e é fácil de usar. Bom sistema de profissões e criação de itens. Dá pra por o jogo em português BR! Contras: poucas classes e raças, se compararmos com o D&D 4 (RPG tradicional). A interface é muito confusa e demora um pouquinho pra acostumar. Pra quem tá acostumado apenas com os MMOs "aponte-clique", vai ser uma surra aprender os "novos" comandos. Há muitos bugs, devido ao fato de se jogar no servidor americano, e há quests o nível 40 ainda não traduzidas para o português e que não possuem todos os elementos das mesmas em inglês. Enfim, o jogo é bom e divertido. Não vou dizer que é original e tal por que não joguei todos os MMOs que existem por aí. Mas Neverwinter é muito bom pra quem tá caçando algo que não seja tão WoW de ser, mais devido ao sistema de combate, que é ágil e dinâmico. O PvP é caótico, o que torna esse jogo, pelo menso pra mim, muito atrativo. E o jogo conta com muitos eventos! E ele é jogo casher. Mas aqui cabe uma observação: nenhuma empresa cria jogos apenas pra ver vocês se divertirem enquanto eles bancam os custos; o jogo deve dar retorno aos produtores e ponto! Eu mesmo acho que o sistema de cash é nocivo, mas é o que viabiliza tais jogos serem gratuitos. Logo, não reclame que os cashers são mais fortes só por que pagaram, pois são eles que sustentam o jogo. Afinal, não é assim que funciona na vida real?

  • Deniel Snake Deniel Snake
    em 9/12/2013 ás 16:48h
    versão: 5

    Sem duvidas é um dos melhores F2P q eu já joguei, e eu recomendo q baixem esse jogo pelo Steam, na minha opinião é muito mais pratico e rápido baixar por la, esse é mais um na minha coleção de jogos do Steam.

  • caetano caetano
    em 25/5/2013 ás 21:41h
    versão: Open Beta 5

    o jogo é muito bom, possui um dos melhores mecanismos de customização e possui diversas raças e classes exclusivas de D&D, a jogabilidade é muito boa, tem uma história envolvente cheia de cutscenes envolventes além de combos e skills muito bem feitas, os gráficos são muito bons para um jogo de 4gb, as quests são muito divertidas(diferente de muitos jogos onde é mata monstro-pega item-entrega missão-ganha exp e gold, os mundos são muito bem detalhados, o jogo tem alguns bugs, mas nada que desvalorize a grandiosidade que é Neverwinter, a pergunta não se vale a pena baixar, e sim quando, esse jogo é muito bem feito, um dos melhores f2p, e segundo a MMOhut(um dos canais do youtube mais famosos, se não o mais famoso sobre mmo`s e mmorpgs)classificou o D&D neverwinter sendo o segundo melhor f2P, perdendo apenas pro TERA(mas se levarmos em consideração, D&D só tem 4gb, enquanto o TERA tem 25 gb)

  • dzeta90 dzeta90
    em 18/5/2013 ás 03:17h
    versão: Open Beta 5

    Um dos melhores MMO que já joguei! Neste jogo não tem essa de pay to win todos por enquanto estão em pé de igualdade! No começo vc pode até achar fácil demais, mas tem algumas dungeons que se o time não for bom vc morrerá demais! Recomendadíssimo!

  • TheBest TheBest
    em 15/5/2013 ás 08:28h
    versão: Open Beta 4

    o Game é muito bom

  • Dann Dann
    em 13/5/2013 ás 09:37h
    versão: Open Beta 5

    Baixei o game, e aqui estão algumas criticas minhas que pude fazer enquanto joguei por uns 40 minutos: pontos positivos: -combate incrivelmente legal -100% free ( incluindo montarias que são ganhas fazendo quest) -Narrativa muito boa -Cenários bem detalhados e mesmo sendo instanciados, nem parecem porque são bem grandes -Gráficos e realismo incríveis -Classes e monstros excelentes -Tudo oque um jogador de MMorpg pode querer pontos negativos: -Pequenos bugs ( más temos que ter em mente que há bugs por se tratar de um open beta , é claro que vai melhorar) -Requer um pc bom ( joguei com um pouquinho de lag más nao sei se trata-se do tanto de jogadores na cidade ou e o meu pc mesmo) em fim esses sao os únicos 2 pontos negativos, fora isso podem baixar sem medo que pra quem é fã de MMorpg vao gostar mto desse aprovo com certeza!

Ver todos os comentários:

Programas Recomendados »

Requerimentos

  • Processador dual-core de 2.0 GHz
  • Memória RAM de 1 GB
  • 7 GB - 12 GB de espaço disponível para armazenamento
  • Placa gráfica de 128 MB compatível com DirectX 9.0c (GeForce 6800 ou superior / ATI Radeon X850 ou superior)
Publicidade


Shopping Baixaki