Twilight of the Gods DEMO

Twilight of the Gods

DEMO

Acabe com os soldados e as gigantes formigas inimigas em um FPS cheio de ação


REQUERIMENTOS

Com o passar dos anos e com os constantes avanços nas tecnologias, ficou muito mais fácil para que usuários menos experientes ou com menos conhecimentos em programação também pudessem criar seus próprios jogos e divulgá-los pela internet. Nesse contexto surgiram vários jogos open source ou independentes que fizeram razoável sucesso com os gamers.

Logicamente nem todos os jogos criados merecem destaque ou mesmo podem ser considerados bons. Muitos dos exemplares assumem características bastante fracas e não conseguem se adequar ao gosto dos jogadores, mesmo daqueles que não possuem computadores muito eficientes.

É o caso de Twilight of the Gods, um game independente feito sobre o motor CPS, que permite a congruência de sistemas Win32 com o DirectX e possibilita a elaboração de jogos de tiro em primeira pessoa de uma forma bastante limitada, tanto em questões de jogabilidades, quanto em questões gráficas.

Mate as formigas gigantes

Twilight of the Gods coloca o jogador em um cenário parecido com os cenários do primeiro Tomb Raider, com muitas piscinas e túneis submarinos, além das portas que exigem cartões de leitura e escadas com dinâmicas ruins que dificultam as subidas. Não há muitos elementos bons no jogo, que também não conta com opções de configuração.

Comandos

  • W,A,S,D: movem o personagem
  • Botão esquerdo do mouse: atira
  • Botão direito do mouse: ação
  • Barra de espaço: pula
  • Teclas de 1 a 5: muda a arma

 

Imagens do Twilight of the Gods

Mate as formigas gigantes Cenários com gráficos antigos
Prós
  • Relembra clássicos do gênero
Contras
  • Gráficos ruins
  • Enredo inexistente

Nossa opinião sobre o Twilight of the Gods:

Os gráficos de Twilight of the Gods dificilmente agradarão a qualquer usuário que já tenha jogado games mais elaborados, como o próprio Counter Strike, em seus primórdios. E não são apenas os gráficos dos cenários que são ruins, os personagens e elementos interativos também são bastante quadrados e feios.

Quanto ao enredo, pouco pode ser dito. Não há briefing nem telas de explicação e sem isso, o jogo fica muito confuso, pois não há sequer explicações para o surgimento das formigas gigantes cuspidoras de ácido que povoam os cenários. Por fim, a jogabilidade também não é das melhores, visto que não há possibilidade de alterar os comandos, nem há indicações dos comandos no próprio jogo.


SHOPPING BAIXAKI

Comentários (0)

  • rafael rafael   em 10/11/2010 - versão: DEMO

    Muito bom gostei muito pode confiar e é muito fácil de jogar espero que goste

  • Bruno Gaúcho Bruno Gaúcho   em 22/1/2010 - versão: DEMO

    o jogo é da hora

Ver todos os comentários »