Imprimir

Para sair bem na foto você precisa do papel certo

Por Camila Camargo
Fonte: www.tecmundo.com.br/1511-Para-sair-bem-na-foto-voce-precisa-do-papel-certo.htm

Quinta-Feira 5 de Fevereiro de 2009
A primeira impressão é a que fica, principalmente se você escolher o papel fotográfico correto!

Ninguém discorda que as máquinas digitais se tornaram uma febre, pois onde quer que se vá, lá estão elas. O item não é exclusividade apenas dos turistas japoneses (famosos por fotografar tudo), pois nós ocidentais somos igualmente apaixonados por flashes. A primeira câmera a fotografar sem filme surgiu por volta de 1975, inventada por um homem chamado Steve Sasson, nos laboratórios da Eastman Kodak Company.

É claro que aquela câmera estava longe de se parecer com o que estamos habituados hoje, pois ao invés de gravar as imagens em filme fotográfico, ela gravava em uma fita cassete. Como na época a possibilidade de tirar fotos sem filme pareceu um tanto quanto assustadora, os executivos da Kodak deixaram a ideia passar. Somente a partir dos anos de 1990 é que as câmeras digitais entraram no mercado e começaram a ser vendidas em larga escala.

Primeirca câmera sem filmeA Apple, Kodak, Casio Sony, Fugi, Olympus e outras marcas entraram com tudo na disputa por novas tecnologias e hoje podemos contar com câmeras cada vez menores, mas com qualidade de imagem inversamente proporcional.

Cause uma boa impressão

Depois de saber um pouco sobre a evolução das câmeras digitais, é possível perceber que a qualidade das imagens, recursos, efeitos e aprimoramento da qualidade das câmeras evoluem muito todos os dias. Porém, de nada adianta ter a câmera mais moderna, o rosto mais lindo ou a paisagem mais encantadora se na hora da impressão você escolher o papel errado.

Apesar de haver tanta tecnologia ao nosso redor, muitas pessoas não abrem mão de tocar suas fotografias, porque vê-las apenas na tela do PC é uma forma fria de recordar momentos incríveis. Desta forma, vamos tentar lhe ajudar a escolher o papel fotográfico ideal para suas fotos ajudarem a mostrar todo o seu talento atrás das câmeras.

Mimeógrafo, que saudade


Assim como as câmeras fotográficas estão evoluindo, as impressoras também e, evoluem muito. Quem não se lembra do mimeógrafo e o cheiro de álcool que deixava nas folhas, ou das impressoras matriciais que imprimiam apenas texto? Pois é, e hoje podemos contar com várias opções delas, umas até com scanner, fax, telefone e várias outras coisas.
Papel+impressora
PAPEL + IMPRESSORA

Tendo em vista que as impressoras jato de tinta são muito populares - senão as mais - vamos focar neste segmento de aparelho, porém as dicas e conclusões deste artigo podem servir para diversos casos.

Uma impressora jato de tinta imprime sobre o papel utilizando, obviamente, pequenos jatos de tinta que borrifam a tinta sobre as folhas, desta forma conseguem bons resultados de impressão. O custo mais baixo deste tipo de impressora, em comparação a uma a Laser, faz com este modelo seja mais voltado para uso doméstico.

Se você possui uma impressora de má qualidade ou está desregulada, é possível que ela borrife mais tinta que o necessário sobre o papel e, com isso, a imagem fique borrada ou com contornos indefinidos. Se a impressora utilizar tinta de menos na hora da impressão, a imagem pode ficar desbotada ou sem seus destaques naturais.

Que papel eu uso?

Se você está se perguntando “mas que papel eu devo usar para deixar minhas fotos mais bonitas?”, a resposta é: Depende. Exatamente, pois como você deve ter percebido, a quantidade de opções, texturas, tamanhos e gramaturas disponíveis são enormes.

Os maiores fabricantes de papéis e impressoras são unânimes ao dizer que para obter sempre um bom resultado você precisa usar o papel indicado para o seu modelo de impressora. Estas informações sempre constam no manual de instruções do aparelho ou na página do fabricante.

É claro que se você compra uma impressora da HP, com certeza, o fabricante indicará papéis HP. Mas, se o papel indicado pelo fabricante não for bom suficiente ou você quer usar um papel ainda melhor? Por isso, é bom prestar atenção em alguns detalhes para não jogar tinta e papel fora.

Fotos de gente grande.

Preço x qualidade

Segundo alguns fabricantes de papéis fotográficos, a durabilidade de uma fotografia digital impressa em uma impressora comum pode girar em torno dos 70 anos! Porém, vale lembrar que para uma fotografia fazer tantos aniversários você precisa usar um papel de qualidade alta e, consequentemente, um preço maior.

Desta forma, o preço do papel vai variar de acordo com sua qualidade, durabilidade e, ás vezes, gramatura. Muitas pessoas confundem gramatura com espessura do papel, não que isto esteja errado, mas nem sempre é assim.

A gramatura sinaliza a resistência do papel, ou seja, a densidade da folha ou o quanto ela pesa. Quanto maior a gramatura da folha, maior sua qualidade, porque a nitidez e o brilho da imagem aumentam, visto que há mais fibras de papel por cm². Gramaturas maiores são indicadas para impressões profissionais ou imagens mais elaboradas.

Tipos de papel


Você já viu que há diversos tamanhos, texturas e gramaturas. Isso já dá um nó na cabeça de qualquer um, mas e se surgirem outras classificações, como, por exemplo, fosco, brilhante, semibrilhante, acetinado? Apesar de tantas variações, todos os papéis partem de duas bases: os brilhantes e os foscos.

Todos os papeis.

Brilhante

O papel brilhante é um dos mais indicados para fotografias com cores vivas, pois destacam os detalhes da foto. A desvantagem deste tipo de papel é que ele não pode ser muito manuseado, haja vista que o contato das digitais com o papel ficam visíveis, o que dá a fotografia um aspecto sujo depois de algum tempo.

Desta forma, use papeis brilhantes para imprimir fotos para álbuns ou porta-retratos, portanto lembre-se: antes de colocar a fotografia em um porta-retrato ou álbum, deixe-a secar por no mínimo 48 horas, para evitar que a foto grude no vidro ou plástico.

Fosco

O papel fosco, por possuir mais poros, não é indicado para fotos cheias de detalhes ou variações de cores. Sendo assim, é muito indicado para impressões em preto e branco ou para dar um visual de foto antiga à cena. Este tipo de papel também oferece acabamento profissional às imagens, porém sem as famosas marcas de dedo. Rolo de filme

Estas nomenclaturas podem variar de acordo com o fabricante, mas a ideia desta comparação é mostrar as diferenças entre os principais acabamentos e sua utilização.

Tamanho

O tamanho do papel é importante para sair bem na foto, desta forma este item também é essencial. O tamanho do papel contribui para a qualidade de visualização da imagem, isso porque ele precisa ser compatível com a resolução da sua foto, para que não haja deformações na mesma.

É por isso que há as variações de Megapixels nas máquinas fotográficas, grosso modo, quanto mais megapixels há em uma máquina, maior pode ser o tamanho da sua impressão, ou seja, mais megapixels, mais resolução, fotos maiores.

Dicas para as melhores impressões


Para realizar as melhores impressões, você já sabe que escolher o papel correto ajuda muito, mas sempre é possível caprichar mais e deixar tudo quase perfeito. Dicas simples podem ajudar a facilitar e melhorar a qualidade do seu trabalho, portanto vamos a elas.

- Use editores de imagens para recortar, aplicar filtros ou efeitos em suas imagens. Programas como: Gimp, Photoshop, PhotoPlus, Paint.NET ou FotoFlexer podem ajudar a dar um tratamento quase profissional em suas fotografias e deixá-las impecáveis. Além disso, há uma área só com tutoriais do Gimp e Photoshop aqui no Baixaki para você ficar fera em edição.

- Deixe suas fotos secando antes de colocá-las em álbuns ou porta-retratos. Isso evita que a tinta cole no vidro ou plástico.

- Nunca deixe suas fotos expostas ao sol ou em ambientes úmidos. Isso pode prejudicar a impressão e fazer com que ela estrague ou perca a qualidade mais rapidamente. Câmera digital. Uma maravilha!

- Sempre mantenha sua impressora regulada para evitar desperdício de tinta e, consequentemente, impressões borradas.

- Use papéis sem qualidade, como o sulfite, por exemplo, somente para impressões despretensiosas ou para testar alguma ferramenta da sua impressora, pois este papel não suporta impressões fotográficas ou desenhos com muitas cores, já que pode rasgar facilmente.

- Se você imprime muitas fotos e nem sempre elas recebem destaque nos seus álbuns, não há necessidade de usar um papel com a maior qualidade disponível. Vale a regra, fotos especiais, papeis especiais. Fotos comuns, papeis comuns.

Olha o passarinho!

Agora que você já sabe um pouco mais sobre como imprimir suas lembranças com qualidade, capriche na pose, viaje mais, se divirta, sorria para sempre estar com o sorriso preparado para todos os cliques. Imagine se sua foto acaba virando um símbolo histórico e entra para esta coleção:

 


Imprimir