Logo Archmage_LITE Ícone

Archmage_LITE

Versão 2.2.0 Grátis
12 MB
Funciona em: Android
1.6/2.0/2.1/2.2/2.3/3.0/3.1/4.0
Atualizado em : 25/03/2014 Vitali Smyk
Baixar Grátis Download Seguro
Verificado com Antivírus

O que estão falando…

+0 Avaliações - Seja o primeiro a avaliar o produto!

Descrição

Carlos Eduardo Ferreira
Magic The Gathering para Android? Não Mas pode ser divertido

Archmage leva para o Android a ação estratégica dos games de cartões colecionáveis — tais como Magic The Gathering, Yu-Gi-Oh! e Pokémon. Em um ambiente tipicamente baseado nos cenários de fantasia medieval, você precisará controlar suas tropas para derrubar o castelo do oponente. As cartas aqui podem representar atacantes, magias e também recursos — estes são utilizados para praticamente qualquer manobra dentro do jogo.

Archmage_LITE - Imagem 1 do software

Inicialmente, cada combatente recebe seis cartas, além de 25 pontos de resistência para a sua torre. Cada carta traz uma imagem representando a magia ou criatura que será invocada, incluindo ainda uma breve descrição dos efeitos associados. Dessa forma, um vampiro pode causar 10 pontos de dano, enquanto que um encantamento é capaz de destruir todas as cartas poderosas do inimigo.

Ademais, o game traz um total de mais de 100 cartas com efeitos variados, além da possibilidade de se encarar batalhas contra o computador ou contra um oponente humano. Um tutorial ainda pode ajudar gamers com pouca experiência a dar os primeiros passos.

Nossa Opinião sobre o Archmage_LITE

Em uma situação um tanto crítica (com apenas cinco pontos restantes), meu Taran surgiu, incluindo a promessa de causar dez pontos de dano à muralha e à torre do inimigo. Era exatamente o que eu precisava. Em seguida, um Dragon se encarregou de dar o golpe de misericórdia. Parece incrível... Mas a descrição acima é de um jogo de cartas colecionáveis, não de um blockbuster construído com gráficos de última geração.

Entretanto, caso você já tenha encarado outros games de cards colecionáveis, é bem provável que acabe se sentindo em cada em Archmage. Afinal, trata-se aqui de uma singela homenagem ao clássico Magic The Gathering, que durante anos tem movido competidores para um universo de fantasia controlado unicamente por cartas de papel. Bem, mas essas cartas podem ser virtuais, certo?

Mas, verdade seja dita, o funcionamento do game da Vitali Smyk é consideravelmente diferente daquele trading card game (jogo de cartas colecionáveis) da publicadora Wizards of the Coast, embora traga várias semelhanças. Por exemplo, as cartas aqui são divididas entre criaturas e encantamentos/magias. Igualmente, você também precisará de recursos para baixar as suas cartas na mesa do jogo.

De fato, o papel que em Magic cabia aos terrenos (cada qual gerando energias específicas) é aqui assumido pela trindade Bricks, Gems e Recruits. Uma ligeira simplificação, é claro. Mas a mecânica é a mesma: cada carta tem associado um valor em cada uma das três categorias. Basta cobrir o seu custo para golpear o inimigo, recuperar recursos ou disparar magias.

Mas há algo em que Archmage pena um pouco para convencer. Basicamente, a utilização de criaturas aqui é incrivelmente semelhante à de quaisquer outras cartas. O seu bravo dragão/duende/vampiro entra em cena apenas para disparar um único golpe... E é só. Quer dizer, porque não assumir uma das facetas mais interessantes de Magic, permitindo que as criaturas continuassem na mesa efetuando ataques ao longo das rodadas?

Na verdade, esse funcionamento acaba por tirar de Archmage parte da tática que normalmente se pode encontrar em jogos de carta baseados em universos de fantasia. De fato, é muito fácil acabar simplesmente ignorando completamente qualquer tática, limitando-se a arremessar cartas aleatórias contra o inimigo... E é possível chegar na vitória fazendo apenas isso!

Mas nem tudo aqui se limita à uma lógica semelhante à do Black Jack, é claro. Na verdade, algumas cartas trazem certas restrições associadas. Coisas do tipo Se a sua barreira for maior que a do inimigo, três pontos de dano são causados; do contrário, apenas dois pontos de dano são causados. Não é muito, mas já é possível traçar algum tipo de tática dessa forma.

Embora se possa encarar Archmage contra a I.A. (inteligência artificial), a diversão real aqui está, com certeza, no modo multiplayer (isso apesar da propaganda feita pelos desenvolvedores, diga-se de passagem). Encarar um inimigo humano não apenas é mais interessante, como ajuda a eliminar certos passos previsíveis que o computador pode apresentar após algum tempo.

Ademais, Archmage traz um nível artístico apenas razoável, embora esse não seja realmente o foco aqui. Há apenas as suas cartas, a do adversário e um belo castelo medieval postado ao fundo de um retrato. Enfim, trata-se de uma modesta mais funcional para fãs de card games — embora não chegue a atingir o nível de profundidade de um Magic The Gathering ou de um Yu-Gi-Oh!.

Prós & Contras

Prós

  • Um baralho com mais de 100 cartas
  • Uma adaptação razoável de Magic The Gathering

Contras

  • Regras para cartas de criatura limitam a tática
  • Gráficos relativamente toscos
  • Inteligência artificial pode se tornar previsível depois de algum tempo

Compartilhe essa página

Avaliações sobre o Archmage_LITE

  • {{comentario.nome}} {{comentario.data}}
    {{comentario.nota}}
    Nota {{comentario.notaExtenso}}!
    Editar Avaliação