Logo Explorers: Skull Island Ícone

Explorers: Skull Island

Versão Varia de acordo com o dispositivo Grátis
63.48 MB
Funciona em: Android
3.0/3.1/4.0/4.1/4.2/4.3/4.4/5.0
Adicionado em : 15/05/2015 Kiwi
Baixar Grátis Download Seguro
Verificado com Antivírus

O que estão falando…

+0 Avaliações - Seja o primeiro a avaliar o produto!

Descrição

Marcelo Rodrigues
Sobreviva em uma região selvagem e construa um acampamento seguro para os exploradores

Geralmente, histórias que envolvem um grupo de pessoas em uma embarcação frágil em alto-mar podem ter um desfecho rápido e trágico ou, pelo contrário, levarem a uma grande aventura. Explorers: Skull Island felizmente aposta nesse último tema para contar o destino de uma família de exploradores no começo do começo do século passado.

Curioso por natureza, o professor Parker, sua filha e um aventureiro contratado resolvem se embrenhar em uma viagem pela costa da África. Uma tempestade, porém, deu fim ao passeio e fez com que o trio acabasse indo parar em uma região inexplorada do continente africano. Sua tarefa é ajudá-los a superar esse acidente e erguer um acampamento para protegê-los. 

Explorers: Skull Island - Imagem 1 do software

Embora nenhum deles seja especialista em sobrevivência em uma situação dessas, cada um tem conhecimentos que, somados, fazem toda a diferença. Desvende os segredos desse ambiente selvagem – modelado em 3D –, abra espaço na mata, construa cabanas, crie ferramentas e colha alimentos para manter os heróis ativos.

Conforme seu vilarejo vai se ampliando, você pode fazer buscas em outros locais da costa e até contar com a ajuda de um nativo para realizar tarefas mais complicadas. Explorers: Skull Island conta com uma loja de microtransações recheada de pacotes de recursos e itens. O game oferece ainda integração com a Google Play Games e um sistema de conquistas.

Nossa Opinião sobre o Explorers: Skull Island

Em séculos passados, desbravar regiões inexploradas era o principal desafio de quem tinha sangue aventureiro correndo nas veias. Porém, se as coisas já eram complicadas quando tudo saia conforme os planos, imagine só como era quando um pequeno acidente em alto-mar ocorria no caminho. Explorers: Skull Island permite que você participe de uma dessas histórias.

Embora as animações do jogo não sejam exatamente bonitas – parecendo que foram criadas com poucos quadros –, o visual de Explorers: Skull Island chama bastante atenção. Além de um bonito cenário modelado em 3D, os personagens e construções pré-renderizados são detalhados e tem um estilo bem interessante – algo que não se costuma ver nesse gênero.

A trilha sonora poderia embalar a jogatina com louvo se não fosse por um detalhe: há somente uma música rolando de fundo e ela é extremamente curta. Isso acaba fazendo com que, depois de apenas alguns minutos dedicados ao game, a canção enjoe rapidamente. Parece brincadeira, mas chega um momento que a repetição do ritmo fica insuportável. Uma pena.

No mais, a jogabilidade não apresenta nenhum tipo de segredo para quem já experimentou outros simuladores mais simples. Toque em determinados itens na tela para que os heróis efetuem ações como coletar, cortar e construir e utilize menus para navegar por catálogos de construções, enfeites e todo tipo de elementos que podem ser adicionados ao mapa.

Recursos são tudo

Explorers: Skull Island tinha tudo para ser um simulador para iniciantes, com gráficos bonitos, um sistema de jogo simples e uma história de fundo bacana. Porém, toda diversão é colocada de lado assim que você inicia o game pela primeira vez. O tutorial é obrigatório e bastante extenso, exigindo que seja feito exatamente o que ele pede para que o enredo avance.

Essa longa introdução obriga o jogador a torrar o máximo de recursos possíveis para erguer elementos do acampamento, desbravar a mata no entorno e recuperar os outros membros do grupo. Moedas de prata, barras de ouro, frascos de poções e facões são extinguidos em um piscar de olhos. Isso é especialmente triste porque é bem difícil recuperar esses itens.

A opção disponibilizada pela desenvolvedora para fazer o jogador encher os seus bolsos virtuais – e esvaziar sua carteira real – é inundar o jogo de pop-ups oferecendo pacotes e mais pacotes dos recursos que variam entre R$ 2,81 e R$ 283,87. Essas janelas são intrusivas, quebram o ritmo da jogatina e se tornam irritantes em pouquíssimo tempo.

Difícil conseguir jogar

Falando sobre ritmo, Explorers: Skull Island falha – e muito – em dar uma cadência às partidas. Isso porque, fora atividades comuns como arrancar ervas daninhas e coletar água, algumas das tarefas básicas do game exigem muitas horas para serem completadas. Claro que esse é um artifício usado para obrigar o jogador a utilizar recursos para acelerar cada processo.

Outros títulos fazem esse tipo de coisa, mas, no caso de Explorers: Skull Island, isso não é feito de forma progressiva para que o tempo de conclusão das atividades aumente conforme você evolui seu acampamento. Logo de cara você já é recebido por ações que deixam seus três personagens travados por muito tempo, o que dá uma bela desanimada.

Assim, ele só é recomendado para quem é aficionado por esperar contagens regressivas zerarem ou qualquer um que goste muito de fechar janelas que ocupam a tela inteira e que interrompem sua sessão de jogo. O simulador também cai como uma luva para quem acabou de ganhar na loteria e não sabe no que gastar sua fortuna. Dica: não gaste nesse game.

Prós & Contras

Prós

  • Belos personagens pré-renderizados
  • Sistema de jogo simples

Contras

  • Somente em inglês
  • Trilha sonora pobre
  • Animações estranhas
  • Força o uso de microtransações
  • Ritmo lento
  • Propagandas irritantes

Compartilhe essa página

Avaliações sobre o Explorers: Skull Island

  • {{comentario.nome}} {{comentario.data}}
    {{comentario.nota}}
    Nota {{comentario.notaExtenso}}!
    Editar Avaliação