Logo Há Controvérsias 2: 2003-2008 Ícone

Há Controvérsias 2: 2003-2008

Grátis para testar
0 Bytes
Funciona em: Android
Adicionado em : 25/12/2019 Escrituras Editora e Distribuirdora de Livros Ltda.
Baixar Download Seguro
Verificado com Antivírus

O que estão falando…

Já usou? Avalie! +0 Avaliações - Seja o primeiro a avaliar o produto!

Descrição

Alana Schmidt
No vale de Josafá nos veremos. E a quem interessar possa, advirto desde já: trarei um livro na mão, contando o que fiz, mas sem dizer o que a mim fizeram. E aquele volume será meu, como o de receitas foi de Camélia e este livro é de João, ...
Pelé. Baudelaire. Vittorio Gassman. Elizeth Cardoso. Rock. Glauber. Godard. Rimbaud. Zidane. Jim Morrison. Chico Anísio. Ungaretti. Paris. Clarice Lispector. Ferlinghetti. Baden Powell. Roma. Guimarães Rosa. Bossa Nova. Jean Seberg. Apollinaire. Rio. Bethânia. Recife. Vinicius. Frevo. Nelson Cavaquinho. John Huston. João Gilberto. Dino Risi. Paulinho da Viola. Maracatu. Jards Macalé. Cinema Novo. Tennessee Williams. Joyce Moreno. Nouvelle Vague. Nara. Humberto Mauro. Lúcio Alves. Cataguases. Chico Buarque. Maria Alcina. Ary Barroso. Tomate & seus Pepinos & Cães & Gatos. É do dia a dia de Minas e do mundo – de “futebol e cinema, de canções e poesia” – que trata o novo livro de Ronaldo Werneck, Há Controvérsias 2 – com mais de 500 páginas, todo ilustrado –, dando continuidade às crônicas do livro Há Controvérsias 1, lançado em 2009 pelo selo Artepaubrasil. São textos (vários inéditos) publicados a partir de 2003 na coluna Há Controvérsias, que o poeta e escritor mineiro assina nos jornais Cataguases e O Liberal, de Cabo Verde, e nos blogs Cronópios, Contra o Vento e Ronaldo Werneck/Há Controvérsias. “E pergunto, em quieta abstração, em que consiste a estilística de Ronaldo Werneck” – escreve a poeta mineira Lina Tâmega Peixoto, no prefácio de Há Controvérsias 2. “Talvez, a habilidade de jogar com as palavras, uma provocação lúdica às formas verbais para alcançar uma linguagem delirantemente estética. Ou o emprego de leves palhas de humor e doce ironia. (…) Tudo servindo à construção das tensões do processo de interpretar as beiradas da vida e do mundo, a delicada e conflituosa experiência da criação, o talento com que Ronaldo Werneck empunha e manobra a beleza, intelectualmente fabricada”. “E não adiantam as mil notas de pé de página das teorias do tom menor”, diz o escritor e dramaturgo português Cunha de Leiradella. “Ronaldo Werneck entende do seu ofício que nem os cortadores de pedra do antigo Egito entendiam de pirâmides. Procurando os veios do rochedo e abrindo-o nos seus mais guardados segredos, as obras feitas para durar. Sim, escrever é ver. E saber. Saber ver. Ler o mundo, descre/ver. O pensar que se fixa e perdura, se brota em escritura”. A Biblioteca Nacional encomendou à Arte Paubrasil nova tiragem do livro Há Controvérsias 1, que será distribuído a bibliotecas de todo o país. Sobre esse livro, disse Zuenir Ventura: “Você não se cansa de me surpreender com essa sua polissemia, polivalência, politalento. Que excelente poeta você é, cara, e que cronista!”. Por sua vez, no texto de apresentação, escreveu Moacyr Scliar: “Humor, talento, grandeza humana: Ronaldo Werneck é tudo isso e muito mais, esteja ele escrevendo sobre política, ou sobre futebol, ou sobre a arte de curtir a vida. Leiam-no e constatem”.

Prós & Contras

Prós

  • Não encontramos pontos positivos.

Contras

  • Não encontramos pontos negativos.

Interesse ao longo do tempo

Compartilhe essa página

Avaliações sobre o Há Controvérsias 2: 2003-2008

  • {{comentario.nome}} {{comentario.data}}
    {{comentario.nota}}
    Nota {{comentario.notaExtenso}}!
    Editar Avaliação