Logo Manoel Monteiro: (Re)Inventando o Cotidiano nas Diferentes Facetas do Cordel Ícone

Manoel Monteiro: (Re)Inventando o Cotidiano nas Diferentes Facetas do Cordel

Grátis para testar
0 Bytes
Funciona em: Android
Adicionado em : 03/08/2019 Appris Editora e Livraria Eireli - ME
Baixar Download Seguro
Verificado com Antivírus

O que estão falando…

Já usou? Avalie! +0 Avaliações - Seja o primeiro a avaliar o produto!

Descrição

Alana Schmidt
Conhecimento Editora, DF, 2009 (MONTEIRO, 2010, prefácio). Compreendo que o editor utiliza a estratégia de se referir ao livro paradidático denominando-o de “ livros infanto-juvenis”, para, de certa forma, confundir o leitor. É a partir desse ...
Por que investigar o processo de práticas de apropriação do conteúdo paradidático-publicitário, marcas constitutivas dos folhetos e livros do poeta Manoel Monteiro? Buscando compreender os conceitos de paradidático, publicidade, apropriação, estratégia, tática, função-autor e literatura de folhetos, Montenegro mergulhou nos estudos da História Cultural em Roger Chartier, explicitando, com clareza, o processo de práticas de apropriação do conteúdo paradidático-publicitário do famoso poeta pernambucano radicado na Paraíba. Aqui enxergo Manoel Monteiro não apenas do seu lugar de poeta, mas, principalmente, do seu lugar de autor consagrado como referência em cordel, e não somente no estado da Paraíba, mas em muitos estados do território nacional. Os folhetos desse poeta estão, hoje, inaugurando uma diferente apropriação em páginas de livros, apresentando um teor paradidático e publicitário. A visibilidade do nome do autor nos meios midiáticos locais e regionais, assim como a presença de sua produção no âmbito educacional, despertou para a necessidade de um estudo de sua obra. Este livro foi motivado, portanto, pelo interesse em estudar a obra desse grande poeta.

Prós & Contras

Prós

  • Não encontramos pontos positivos.

Contras

  • Não encontramos pontos negativos.

Interesse ao longo do tempo

Compartilhe essa página

Avaliações sobre o Manoel Monteiro: (Re)Inventando o Cotidiano nas Diferentes Facetas do Cordel

  • {{comentario.nome}} {{comentario.data}}
    {{comentario.nota}}
    Nota {{comentario.notaExtenso}}!
    Editar Avaliação