Logo Rabbit Fire - O início Ícone

Rabbit Fire - O início

Versão 1.5 Grátis
47 MB
Funciona em: Android
3.0/3.1/4.0/4.1/4.2/4.3/4.4/5.0
Adicionado em : 17/07/2015 Bitllab Technology
Baixar Grátis Download Seguro
Verificado com Antivírus

O que estão falando…

Já usou? Avalie! +0 Avaliações - Seja o primeiro a avaliar o produto!

Descrição

Marcelo Rodrigues
Ajude um coelho voador superpoderoso e impeça que uma horda de robôs invada o planeta

Desafiando qualquer um que se aventurasse no mundo dos games há algumas décadas – seja nos consoles ou fliperamas –, os shooters de nave apresentavam uma jogabilidade única e desafios insanos. Rabbit Fire - O início substitui os aviões por um coelho com muita força nas orelhas, mas faz questão de manter o mesmo estilo de jogatina dos clássicos.

No papel do bichinho fofinho, de pelagem branca e capaz de disparar rajadas de energia pelas mãos, você deve se manter vivo o maior tempo possível enquanto detona robôs inimigos e coleta recursos pelos céus. Um combo de direcionais virtuais na tela do dispositivo mobile é a única arma à disposição para tentar conter a invasão das máquinas ao nosso planeta. 

Rabbit Fire - O início - Imagem 1 do software

Como as referências para o desenvolvimento de Rabbit Fire - O início são os títulos de ação lateral aclamados por jogadores veteranos, pode se preparar para encarar verdadeiras hordas de inimigos pela frente. Conforme você avança na jogatina, vai percebendo que os seres mecânicos são bem mais complexos e fortes do que você esperava.

Ao todo, o game oferece aos jogadores três fases gigantescas e extremamente desafiantes, repletas de diferentes padrões de inimigos, recursos esperando para serem coletado e power-ups que prometem salvar sua pele de coelho nas piores situações. O aplicativo se integra com a Google Play para dar acesso a 11 conquistas e ao sistema de placares online.

Nossa Opinião sobre o Rabbit Fire - O início

Quando se fala em jogos desafiantes, é fácil que venham à mente títulos que se focam em reflexos rápidos como ZigZag ou Swing Copters. Porém, muita gente se esquece das hordas de inimigos, tiros voando para todo lado e caos dos shooters de navinha tradicionais. Rabbit Fire - O início faz parte desse grupo, fazendo com que você cruze os céus com um... coelho!

Isso parece estranho? Pode apostar que sim, mas é melhor tratar de se acostumar com um bichinho peludo detonando tudo que aparecer em seu caminho, já que estamos falando do herói do game. De pavio curto, superpoderoso e com a habilidade de voar utilizando suas próprias orelhas, o personagem precisa evitar que uma raça de robôs domine a Terra.

Esse pano de fundo meio maluco é o que basta para impulsionar essa aventura aérea. De forma semelhante aos clássicos do gênero, Rabbit Fire - O início se desenrola em cenários bem extensos, no qual é preciso debulhar levas de adversários progressivamente mais fortes antes de encarar o chefão da fase – geralmente em lutas de arrancar os cabelos.

Apesar de uma certa habilidade no comando do protagonista ser essencial, o verdadeiro desafio de cada mapa é descobrir qual o padrão de ataque e a fraqueza dos oponentes que vão pipocando durante o trajeto. Para dar uma ajudinha, alguns power-ups que fortalecem seus tiros ou concedem um escudo temporário podem ser coletados em alguns pontos da jogatina.

Tem potencial, mas não vinga

Os controles podem ser um problema para os jogadores, principalmente no início. Geralmente, a reclamação a respeito desse quesito é que falta precisão nas interações com a tela do celular ou que tudo é muito lento. Aqui, ocorre exatamente o inverso disso: tudo é tão preciso e responsivo que é difícil movimentar o herói sem se perder completamente na ação.

Como esse é um título que exige um bom posicionamento do protagonista para que seja possível desviar de disparos e obstáculos, explodir invasores e, ao mesmo tempo, coletar recursos, esse descontrole do direcional e dos botões virtuais é uma falha grave. Isso porque essa falta de calibragem na sensibilidade atrapalha bastante a experiência.

Mas será que isso algo que pode ser superado com o tempo pelo próprio jogador? Sim, é possível se acostumar com a jogabilidade e compensar manualmente o “defeito”, mas, com certeza, não é a melhor estratégia do mundo pedir que o usuário faça um esforço extra para conseguir apreciar o game – sob o risco de ele se frustrar antes do previsto.

Tecnicamente, Rabbit Fire - O início não faz feio, mas também não desperta a atenção, principalmente pela falta de criatividade. Os gráficos são até bonitos, mas como o visual quase não varia e os personagens contam com poucas animações, não chegam a empolgar. A trilha de fundo e os efeitos de som, por sua vez, são bem genéricos e chateiam em pouco tempo.

Prós & Contras

Prós

  • Bem-humorado
  • Visual bonito

Contras

  • Falta criatividade
  • Controles atrapalham a jogatina
  • Sons e músicas genéricas

Interesse ao longo do tempo

Compartilhe essa página

Avaliações sobre o Rabbit Fire - O início

  • {{comentario.nome}} {{comentario.data}}
    {{comentario.nota}}
    Nota {{comentario.notaExtenso}}!
    Editar Avaliação