Logo Battleline: Steel Warfare Beta Ícone

Battleline: Steel Warfare Beta

Versão 0.9.03 Grátis
875 MB
Funciona em: Windows
7/8/8.1
Adicionado em : 17/12/2014 Creant Co.
Baixar Grátis Download Seguro
Verificado com Antivírus

O que estão falando…

Já usou? Avalie! +0 Avaliações - Seja o primeiro a avaliar o produto!

Descrição

Douglas Vieira
Acha que guerra com soldados é para fracos? Experimente combater com diversos tanques

Jogos de guerra existem aos montes por aí. Ambientados na Primeira Guerra Mundial, na que aconteceu alguns anos depois, em combates mais recentes e até mesmo em outros que (por sorte) ainda não tivemos a oportunidade de ver. Porém, muitos deles focam apenas nos combates entre soldados, deixando de lado outras formas de seguir pelo campo de batalha causando destruição – e uma delas é controlando tanques de guerra. 

E, como o nome desse jogo sugere, é exatamente isso o que você vai fazer em Battleline: Steel Warfare. Controlando tanques de guerra dos mais variados tipos e tamanhos, sua missão aqui é avançar pelos mapas destruindo tudo e todos que se colocarem no caminho, seja com tiros ou com uma das suas técnicas especiais.

Imagem do jogo

Dominando o que encontra 

Por mais que jogos de guerra muitas vezes pareçam complicados, Battleline: Steel Warfare parte de uma premissa simples: capturar pontos de batalha. Ao lado de seus aliados, é preciso avançar pelo campo conquistando áreas indicadas por letras, além de avançar diminuindo a área de atuação da equipe inimiga. 

Os mapas possuem tamanhos variados e áreas diferentes para capturar. Entretanto, engana-se quem pensa que a batalha termina imediatamente quando os inimigos estão encurralados e sem pontos seguros para avançar. Quando eles se encontram sem opções, o jogo começa uma contagem regressiva de um minuto para que eles tentem esboçar algum tipo de reação. Caso consigam, a partida recomeça e é preciso trabalhar em novas estratégias para colocá-los em situação de risco (ou, do contrário, a mesa pode virar).

Imagem do jogo

Tanques para ninguém botar defeito 

Além de participar de diversos combates, quem se aventurar por aqui também vai ter contato com tanques de diversos períodos e localidades do globo. É possível encontrar na relação nomes como o Brummbar (alemão, do período nazista), o Churchill MK.V (norte-americano, datado de 1942), o VCLC (argentino, de 1980) e muitos outros. 

Como aconteceu na vida real, cada um deles precisa de um número diferente de soldados para controlá-lo, o que delimita se ele pode ou não participar das batalhas. Para obter mais pessoas para trabalhar com o veículo pesado, é preciso subir de nível – e, como possivelmente você deve ter deduzido, isso acontece conforme você participa de batalhas.

Imagem do jogo

Além dos soldados extras, também é preciso ficar de olho nas habilidades que vai levar para o campo de batalha. É possível equipar até quatro delas no tanque após comprá-las, e cada uma gasta uma quantidade diferente do MP do veículo, além de possuir tempo de resfriamento diferente (contando menos para as mais fracas e mais para as capazes de causar bastante estrago). 

Por fim, é válido mencionar que as batalhas aqui apresentam visão isométrica, permitindo ver os tanques por cima e movimentar a câmera apenas para a esquerda e para a direita. De resto, são as suas habilidades, juntamente com o trabalho em equipe, que vão contar quando você estiver no campo de batalha. Com um pouco de sorte, talvez você saia vivo e vitorioso desse desafio – desde que o encare, claro.

Imagem do programa

Comandos 

  • Teclas A, W, S e D ou clique com o botão direito do mouse: movem o tanque
  • Botão esquerdo do mouse: dispara;
  • Botão direto do mouse pressionado: permite mover a câmera;
  • Mouse: move o canhão do tanque;
  • Teclas numéricas de 1 a 4: utilizam habilidades;
  • Teclas numéricas de 5 a 9: utilizam itens;
  • Barra de espaço: para o tanque quando está em movimento.

Nossa Opinião sobre o Battleline: Steel Warfare Beta

Além de World of Tanks, com o lançamento de Battleline: Steel Warfare, fãs de jogos de guerra que não envolvem necessariamente a ideia de correr loucamente por várias fases fuzilando tudo e todos com as mais diversas armas acabam de ganhar mais uma opção. 

De cara, é possível perceber que a produtora Creant criou um jogo no qual iniciantes são facilmente massacrados. Assim que acessar o game pela primeira vez, você automaticamente vai ser redirecionado para um tutorial, onde terá acesso às informações básicas para conseguir se virar nas primeiras batalhas. Porém, tenha em mente que todos saem dessa área com a mesma formação – logo, elaborar suas próprias estratégias é fundamental para vencer. 

Já no que diz respeito às batalhas, é extremamente divertido participar dos confrontos que acontecem aqui. Definitivamente, esse é um título no qual apenas o trabalho em equipe importa, e dificilmente um lobo solitário vai conseguir se dar bem por vários motivos. Exemplos? Nenhum tanque é autossuficiente, e até mesmo três modelos básicos, quando bem coordenados, podem se tornar uma dor de cabeça para os camaradas mais parrudos. 

Você também vai perceber, em pouco tempo, que esse é o tipo de game que o incentiva a permanecer nele de várias formas – afinal, você tem visto por aí muitos jogos que o premiam com Gold (a moeda do jogo) pelo tempo que você permanece participando das batalhas? Some a isso as premiações vindas do sistema de conquista e verá que dificilmente vai passar por apertos aqui (não estamos considerando os inimigos, claro). 

Não está livre de tropeços 

Estamos falando de um game que ainda está em fase Beta, portanto é possível encontrar uma falha aqui e outra ali. Durante as nossas partidas, por exemplo, em alguns momentos o tanque só andava após alguns segundos pressionando o botão que o direcionava para o lado desejado, e também é possível mencionar algumas quedas na taxa de animação. 

No que diz respeito ao visual do jogo, não espere nada no nível de um título da série Battlefield ou algo do gênero. Tudo é um pouco mais simples e sem muitos efeitos (ou seja, sem chance de atirar contra um prédio e vê-lo desabando ou várias explosões na tela), mas podemos assegurar que ele está bem longe de ser a coisa mais feia que você já viu. 

Já a trilha sonora conta com vários solos de guitarra e outras batidas mais pesadas para embalar as suas partidas – isso, claro, desde que você não se incomode de se aventurar em apenas um modo de jogo e de, vez ou outra, cair em times que vão dar mais dores de cabeça do que alegrias.

Prós & Contras

Prós

  • Batalhas entre tanques de diversos períodos
  • Possibilidade de usar habilidades especiais
  • Trilha sonora empolgante
  • Leva o termo "equipe" ao pé da letra

Contras

  • Apenas um modo de jogo
  • Algumas falhas que, evidentemente, serão removidas na versão final

Interesse ao longo do tempo

Compartilhe essa página

Avaliações sobre o Battleline: Steel Warfare Beta

  • {{comentario.nome}} {{comentario.data}}
    {{comentario.nota}}
    Nota {{comentario.notaExtenso}}!
    Editar Avaliação