Logo Ben Jordan: Horror at Number 50 Ícone

Ben Jordan: Horror at Number 50

Grátis
21.48 MB
Funciona em: Windows
98/Me/2000/XP/Vista/7/8
Adicionado em : 05/03/2008 Adventure Game Studio

O que estão falando…

Já usou? Avalie! +0 Avaliações - Seja o primeiro a avaliar o produto!

Descrição

Lucas Sfair
Desvende o horriílante mistério da casa número 50 na pele de Ben Jordan, o investigador paranormal

Ben Jordan, o investigador paranormal, está devolta para desvendar mais um caso horripilante com mistérios fantasmagóricos. Desta vez, o jovem solucionador foi escalado para por a limpo qual a causa das tantas desgraçadas que ocorrem há mais de 100 anos na famosa casa número 50.

Que quadro sinistro!

Mas para resolver este caso, Ben não estará sozinho: foi formado um grupo de elite com os melhores entendidos do mundo sobre assuntos que desafiam as leis físicas. A princípio, ninguém estava ciente da presença de outro investigador no caso, porém será preciso haver uma integração e trabalhar em equipe para unir informações e chegar a conclusões preciosas.

O principal caso da casa número 50

Na segunda metade do século IX, ocorrou o que foi a gota d´água para que esta casa recebesse o título de mal-assombrada. Durante a noite, sob muita neblina, dois habitantes da cidade local procuravam um abrigo para se esconder das revoltas da natureza. Foi quando se depararam com o portão de número 50, tocaram a campainha, mas não foram atendidos. Repararam que a porta estava aberta e, para correrem mais perigo do lado de fora, decidiram entrar.

No meio do diálogo, um deles ouviu passos vindo escada abaixo. Entravam num acordo se era delírio ou não, quando um espectro, para não dizer fantasma, apareceu na sala. Neste instante da história, há um corte de câmera, e a cena mostrada é a de um dos dois caindo de um alto andar da casa, diretamente em direção aos espinhos do portão, tendo assim sua barriga perfurada e morrendo na hora do choque.

Virou espetinho...

O outro foi encontrado em estado de pânico no canto de um corredor, morrendo alguns dias depois, sem falar assuntos racionais e longe de estar em estado consciente. Sendo assim, ninguém soube do motivo.

Durante os próximos 100 anos, vários outros casos terríveis aconteceram. Ninguém fora capaz de explicar um motivo, mas estavam cientes de que algo havia lá. Por isso, um ancião da cidade resolveu reunir as pessoas mais entendidas de assuntos paranormais do mundo.

É hora de estudar

Para dar uma de detetive, vai ser preciso por a cabeça para funcionar: interrogue as pessoas, vasculhe os cômodos, e fique sempre atento a qualquer detalhe. A partir de duas ou mais informações, você começa a criar uma linha de raciocínio para o problema, conectando idéias e chegando a conclusões que poderão ser a chave para a próxima etapa de vestigação.

Celular e bugigangas

Obtendo informações.Para comunicar-se com o patrão, você possui um telefone celular. Mas o aparelho eletrônico será útil também em outras horas, como no caso de você encontrar um bilhete contendo um número desconhecido. Basta saber a hora e como usá-lo.

Outros itens, como tesouras, livros, e muitos outros objetos, também terão papel importante durante a resolução do mistério: é preciso ser curioso.

 

 

Nossa Opinião sobre o Ben Jordan: Horror at Number 50

Ben Jordan já provou ser astuto, ganhando a confiança até dos concorrentes nas versões passadas deste point-and-click com histórias assustadoras e um tanto parecida com roteiros de cinema. O jogo é divertido, mas exige paciência por parte do investigador, neste caso você, pois é preciso ler atentamente às falas e se prender a alguns detalhes.

Não é um jogo de ação, mas sim de inteligência e capacidade de ligar os pontos, como nos livros de Sherlock Holmes. Os gráficos não são caprichados, e a jogabilidade se complica ao possuir um ícone diferente para cada tipo de ação (como interagir, observar, andar etc.). A trilha sonora é bem resolvida.

Mistura elementos de RPG, ao permitir um certo livre arbítrio por parte do jogador, que pode questionar os outros de forma flexível, recebendo opções de perguntas, além da trama ser guiada por uma espécie de "mestre", que algumas vezes conta os fatos e suas conseqüências, com Point-and-Click, estilo voltado a desvendar mistérios reparando em pequenos detalhes espalhados pelo cenário, encontrando itens essenciais e precisando forçar o cérebro para chegar a conclusões certeiras.

Curiosidade e paciência são armas poderosíssimas em Ben Jordan: Horror at Number 50.

Prós & Contras

Prós

  • Não encontramos pontos positivos.

Contras

  • Não encontramos pontos negativos.

Interesse ao longo do tempo

Compartilhe essa página

Avaliações sobre o Ben Jordan: Horror at Number 50

+4 Avaliações
  • {{comentario.nome}} {{comentario.data}}
    {{comentario.nota}}
    Nota {{comentario.notaExtenso}}!
    Editar Avaliação