Logo Blood Bowl: Star Coach Ícone

Blood Bowl: Star Coach

Versão Free to Play Beta Grátis
284.18 MB
Funciona em: Windows
XP/Vista/7/8
Adicionado em : 05/06/2013 Cyanide
Baixar Grátis Download Seguro
Verificado com Antivírus

O que estão falando…

+0 Avaliações - Seja o primeiro a avaliar o produto!

Descrição

Fernando Daquino
Vai rolar pancadaria e muito sangue nas partidas de futebol americano disputadas entre humanos, elfos e monstros

Blood Bowl é uma clássica franquia criada no final da década de 80 que coloca diferentes raças para travar verdadeiras batalhas em partidas de futebol americano.

O mais recente título da série é o Blood Bowl: Star Coach. Assim como nos games antecessores, neste jogo você pisa no gramado para participar de partidas sangrentas entre humanos, anões, orcs, elfos e mais uma infinidade de tipos de monstros.

Apresentando “atletas” trajados com armaduras de guerra, portando poderosos porretes e arremessando bolas com espinhos, você já pode imaginar que violência e sangue não faltam em Blood Bowl: Star Coach.

Blood Bowl: Star Coach - Imagem 1 do software

Requerimentos

Para baixar o Blood Bowl: Star Coach, é necessário utilizar o Steam. Caso você não saiba como proceder, clique aqui e confira um tutorial com o processo a ser realizado.

Além disso, antes de começar a montar o seu time, é necessário realizar um breve cadastro, o qual deve ser acessado por meio do botão “Create New Account”. Depois de pressioná-lo, você se depara com um curto formulário. Preencha-o e parta em busca do título!

Raças

Blood Bowl: Star Coach - Imagem 2 do software

Com a sua conta criada, a primeira coisa a ser feita é escolher uma entre as seis raças de atletas existentes no game. Abaixo, você confere um pouco de cada uma delas:

  • Orc: os times de Orcs são formados por jogadores resistentes e que sabem derrubar os adversários com uma brutalidade ímpar. Em contrapartida, eles perdem em disputas de velocidade;
  • Humana: as equipes constituídas por humanos são extremamente flexíveis, rápidas quando estão com a posse de bola e possuem atletas com passes precisos e que adoram ignorar as linhas defensivas dos oponentes;
  • Anã: embora sejam mais baixos que os integrantes das outras raças, os anões são bastante fortes e, dotados de armaduras “cascas-grossas”, não temem qualquer tipo de trombada. Em geral, seus atletas são muito unidos e fazem um bom trabalho de equipe;
  • Skaven: os jogadores Skaven podem não ser os mais parrudos e com maior poder de dano nos adversários, mas eles possuem exímias habilidades na hora de conduzir a bola até a linha que demarca os touchdowns;
  • Elfo: para os Elfos, os passes de longa distância são a melhor maneira de penetrar na defesa oponente. Assim, os melhores lançadores e receptadores estão nos times élficos;
  • Caos: as equipes da raça Caos não se distinguem por sua variedade de jogadas ou originalidade na hora de se adaptar aos esquemas táticos adversários. O ponto forte desses atletas é derrubar tudo o que estiver na frente, de preferência deixando o maior número de oponentes machucados pelo chão.

Atletas ou guerreiros?

O próximo passo é escalar o seu time. Como no tradicional futebol americano, em Blood Bowl: Star Coach você se depara com atletas que possuem diferentes características e habilidades. Por isso, é importante selecionar um plantel de sete atletas bem variado.

Blood Bowl: Star Coach - Imagem 3 do software

Entre os estilos de jogadores disponíveis, você encontra:

  • Lineman: não possui habilidades especiais, mas pode ocupar a posição de qualquer outro companheiro;
  • Blitzers: jogadores extremamente rápidos e ágeis, atuando com importante função na parte ofensiva da equipe;
  • Blockers: fortes e vestidos com armaduras resistentes, esses atletas superam a sua lentidão com aspecto de tanques de guerra e podem parar qualquer coisa que venha em suas direções;
  • Catchers: apesar de não ser relevante na hora que a pancadaria rola solta, esse tipo de jogador é muito rápido e agarra os lançamentos como nenhum outro;
  • Throwers: o trunfo desses atletas é ter um braço com uma musculatura potente e uma precisão de arremessos invejável;
  • Runners: velozes como o vento, os runners são responsáveis por distrair as linhas defensivas inimigas — além de abrir espaço para que eles mesmos ou seus companheiros façam touchdowns;
  • Big Guys: "brutamentes" é a palavra certa para definir esse tipo de jogador. Um único golpe desses defensores é suficiente para desmontar qualquer ataque;
  • Star Players: seleto grupo de atletas que possuem habilidades especiais e muita experiência, o que pode fazer a diferença em partidas decisivas.

É válido salientar que posteriormente o elenco do seu time pode ser incrementado com novos jogadores, os quais podem ser contratados e vendidos no mercado da bola oval (também conhecido no Blood Bowl: Star Coach como “Bloody Market”).

Hora de colocar o cérebro para funcionar

Antes de pisar no gramado para começar uma partida, você deve acessar o “Playbook” e definir quais são as táticas de ataque e defesa da sua equipe. O processo é bastante simples, basta você selecionar uma das estratégias pré-definidas para cada tipo de ação.

É importante levar em consideração as características da raça e de cada atleta para isso, pois não adianta você escolher um esquema ofensivo que necessite de força bruta se os seus atletas têm como diferencial a velocidade e o passe de longa distância, por exemplo.

Blood Bowl: Star Coach - Imagem 4 do software

Tendo definidas as táticas, você já pode ir até a “Official League” e desafiar outros jogadores. Caso eles aceitem o desafio, é possível conferir o replay da partida após o término dela — e assim ter uma noção do desempenho do seu time.

De acordo com os resultados obtidos, você ganha pontos de experiência e moedas de ouro. Ambos recursos podem ser usados para a contratação de reforços para a sua equipe.

Nossa Opinião sobre o Blood Bowl: Star Coach

Blood Bowl: Star Coach pode ser uma interessante forma de entretenimento para quem é fã incondicional de futebol americano ou curte jogos com foco na brutalidade indiscriminada. Contudo, ele é um tanto quanto limitado e pode frustrar um pouco os gamers mais exigentes.

Arte visual bacana, mas...

Um dos pontos positivos deste título que nos chamou atenção foi a adoção de uma arte visual que manteve os padrões dos primeiros jogos da franquia, mas não se esqueceu de atualizá-la com um toque mais moderno e sofisticado no conceito das raças.

Apesar de esse quesito ter nos agradado, a parte gráfica do Blood Bowl: Star Coach ficou abaixo do que esperávamos. A resolução de imagem não é das maiores, o que significa que, ao ser executado em telas de grande porte, ele deixa margens pretas nas laterais.

Além disso, são facilmente percebidos linhas serrilhadas e elementos pixelizados — demonstrando a baixa polidez das texturas empregadas na elaboração do jogo. Em suma, a aparência geral do game não o diferencia em um mercado cada vez mais preocupado com o realismo.

Imersão é importante para a diversão

Tanto a trilha sonora como os efeitos de áudio adotados pelo Blood Bowl: Star Coach apresentaram boa qualidade de reprodução, sem qualquer distorção, e se mostraram condizentes com a temática proposta.

Assim, os barulhos das trombadas violentas, os rugidos de comemoração dos atletas monstruosos e as pisadas que estremecem o chão ajudam a promover uma imersão bem interessante e agradável.

Outro quesito que auxilia nessa percepção é a utilização de comandos descomplicados, baseados em simples cliques com o mouse e que podem ser assimilados por qualquer pessoa, independentemente de idade ou experiência.

Porém, por se tratar de um título que retrata um esporte com regras pouco comuns para nós, é possível que a ausência de tradução para o português dificulte o entendimento inicial da jogatina.

Jogatina meio chata

Outra característica que merece ser mencionada positivamente é a existência de uma boa variedade de raças de atletas, estilos de jogadores e táticas pré-definidas para a orientação da sua equipe enquanto ela estiver em campo.

Contudo, a dinâmica das partidas é precária. O primeiro fato que nos decepcionou foi ter que esperar pela resposta dos outros jogadores — o que pode levar até duas horas. Seria muito mais fácil se fossem listados apenas os gamers online e disponíveis para disputar uma partida naquele momento.

Além disso, você não acompanha os confrontos em tempo real, sendo possível apenas visualizar os replays das partidas após o término delas. Assim, você não ganha por seu conhecimento tático no futebol americano, mas sim por sorte de ter escolhido uma estratégia que neutralizava a do adversário.

Para estragar a nossa experiência, a conexão com o servidor caiu diversas vezes durante a nossa análise, nos forçando a efetuar o login constantemente. Isso, sem dúvida, foi a coisa mais chata no Blood Bowl: Star Coach.

Prós & Contras

Prós

  • Arte visual diferenciada
  • Trilha sonora e efeitos sonoros compatíveis com a temática
  • Boa variedade de raças, tipos de atletas e táticas personalizáveis
  • Jogabilidade descomplicada

Contras

  • Várias vezes a conexão com o servidor foi perdida
  • Dinâmica de jogo lenta
  • Falta suporte para outros idiomas
  • Gráficos razoáveis

Avaliações sobre o Blood Bowl: Star Coach

  • {{comentario.nome}} {{comentario.data}}
    {{comentario.nota}}
    Nota {{comentario.notaExtenso}}!
    Editar Avaliação