Logo Colour Blindness Simulator Ícone

Colour Blindness Simulator

Versão 1.0 Grátis
Funciona em: Web
Adicionado em : 08/05/2014 Etre
Acessar Acesso Grátis
Verificado com Antivírus

O que estão falando…

Já usou? Avalie! +0 Avaliações - Seja o primeiro a avaliar o produto!

Descrição

Paulo Guilherme
Entenda como é a vida pelos olhos de alguém daltônico – e descubra se você é um deles

Você sabia que aproximadamente 5% da população mundial têm problemas para enxergar algum tipo de cor, sendo que muitos deles nem mesmo sabem disso?

O fato é que, tanto para aqueles que sofrem dessa anomalia quanto para pessoas “normais”, compreender essa doença é extremamente difícil – afinal, é difícil tanto imaginar o mundo com uma cor a menos quanto com tons que você nem mesmo sabe existirem.

Mas o Colous Blindness Simulator vem com o objetivo de aumentar a compreensão desses dois lados. Para isso, ele permite que as pessoas vejam o mundo como alguém com essa deficiência: basta que você faça o upload de uma imagem no serviço (esta deve ter, no máximo, 100 KB de tamanho e resolução de 1000x1000 pixels), escolha o tipo de deficiência visual e clique em “Simulate Colour Blindness”.

Colour Blindness Simulator

Ao fazer isso, o site mostra uma comparação com imagens em miniatura da foto normal e da foto sem as cores que normalmente faltariam para alguém com a devida deficiência. Se você não conseguir perceber diferenças entre uma imagem e outra, sentimos informar: você possui daltonismo.

Entendendo o daltonismo

Como dito logo acima, um dos passos para usar o Colous Blindness Simulator consiste em escolher seu tipo de deficiência. Isso porque o daltonismo divide-se em três doenças diferentes; cada uma delas representando a incapacidade de enxergar um espectro de cor.

Comparando imagens

Veja abaixo uma breve descrição de cada uma:

  • Protanopia: pessoas com esta anomalia não possuem os cones retinais de longo comprimento de onda. Eles são incapazes de distinguir as cores da seção verde, vermelho e amarela do espectro;
  • Deuteranopia: pessoas com esta anomalia não possuem os cones retinais de médio comprimento de onda. Assim como na Protanopia, eles são incapazes de distinguir as cores da seção verde, vermelho e amarela do espectro;
  • Tritanopia: a mais rara das três anomalias têm cones retinais de curto comprimento de onda inativos. Por isso, eles não enxergam o azul e o amarelo, além de “misturar” ambos.

Agora que você sabe como cada uma funciona, certamente vai ser mais fácil identificar as diferenças causadas por elas nas fotos alteradas pelo simulador.

Nossa Opinião sobre o Colour Blindness Simulator

Colous Blindness Simulator é mais um caso de uma ótima proposta com uma execução que deixa muito a desejar. Para começar, sua interface é amadora (ela mais parece um simples blog) e abarrota informações demais, a ponto de prejudicar a leitura das informações – e, por sua vez, as preparações para utilizar o simulador.

Mesmo que você passe por isso e consiga ativar o programa, prepare-se para uma comparação decepcionante: como é possível ver em uma das imagens da descrição, o serviço traz apenas um par de imagens minúsculas, tão pequenas que, de fato, muitos vão ter problemas para identificar as diferenças na tela.

Se este programa é útil, apesar de tudo? Sim. Apenas não espere nada grandioso, nem que uma boa experiência de uso o aguarde por aqui.

Prós & Contras

Prós

  • Não encontramos pontos positivos.

Contras

  • Interface abarrotada
  • Imagens da simulação são ridiculamente pequenas

Interesse ao longo do tempo

Compartilhe essa página

Avaliações sobre o Colour Blindness Simulator

  • {{comentario.nome}} {{comentario.data}}
    {{comentario.nota}}
    Nota {{comentario.notaExtenso}}!
    Editar Avaliação