Logo Magika Land of Fantasy Ícone

Magika Land of Fantasy Gratuito

2.86 GB
Funciona em: Windows
7/8/8.1/10
Adicionado em: 11/04/2018 Vimes Entertainment
263
Baixar Grátis Download Seguro
Verificado com Antivírus

Descrição

Caio de Carvalho
Use seus feitiços mágicos para resgatar a princesa das garras de um temido monstro

Para quem busca por um jogo de plataforma gratuito e sem muitas mecânicas complexas, a dica é o game Magika: Land of Fantasy, do estúdio independente Vimes Entertainment.

No título, você controla um poderoso mago com o objetivo de alcançar um gigantesco castelo e resgatar a personagem Magika, que dá nome à aventura. O problema é que existem diversos obstáculos no caminho, como brutamontes com machados, bombas caminhantes, buracos, lanças afiadas que giram pelo cenário e outras armadilhas.

Para ajudar a se livrar desses inimigos, o protagonista pode recorrer a um escudo ou a um feitiço que lança bolas de fogo na direção dos adversários. Estes recursos, porém, exigem magia, que por sua vez pode ser visualizada em uma barra na cor azul, no topo esquerdo da tela - fica bem abaixo da barra de vida, verde, no mesmo local.

No meio do percurso, é possível coletar moedas e bônus que recarregam sua energia de vida e magia; inimigos abatidos também derrubam pequenas porções de magia. Mas fique atento: só há uma vida disponível e, caso você a perca, é fim de jogo e você volta do início.

Quanto ao gameplay, Magika segue moldes parecidos aos de Super Mario World 3D; inclusive, os gráficos são um pouco parecidos, pois se utilizam de elementos em terceira dimensão. Para se mover, basta usar as setas do teclado, sempre se lembrando de pular por entre as superfícies para evitar cair no oceano.

Ao todo, são três níveis para jogar, sendo o último a entrada do castelo protegida por uma uma enorme criatura.

Magika: Land of Fantasy está como um jogo de acesso antecipado no Steam.

Nossa Opinião sobre o Magika Land of Fantasy

Nos aspectos que se inspiram em Mario 3D, Magika: Land of Fantasy até que entrega uma experiência satisfatória e desafiadora. Isso porque, além de lidar com a questão dos pulos certos, na hora certa, você precisa evitar ser atacado pelos inimigos, que são atraídos para o mago assim que ele se aproxima. Não fosse suficiente, um simples golpe dos oponentes é capaz de tirar quase metade de toda a vida, o que torna o contra-ataque algo ineficiente.

Ainda nesse aspecto baseado no jogo da Nintendo, Magika traz gráficos que sim, poderiam ser um pouco mais refinados, mas estão dentro da média para um título independente. Lembre-se: não é uma aventura completa, com várias horas de duração. Portanto, não há como exigir muita coisa.

Por outro lado, o game é extremamente falho no que diz respeito aos controles. A mecânica de pulo falha por diversas vezes e, na verdade, é bastante travada, dando a impressão de que o protagonista está mais flutuando do que saltando de um lado para o outro. Para piorar, conforme os níveis vão ficando mais difíceis, o grande desafio é tentar se adaptar a esse pulo, que se torna ineficaz quando o que mais precisamos é fugir e tentar escalar os objetos.

Outro ponto negativo é o feitiço de bola de fogo, que é totalmente dispensável até a batalha com o boss final; se quiser, você pode apenas seguir adiante, evitando os adversários. Além disso, quando lançamos a mágica, temos de estar em linha reta com o inimigo: qualquer movimento da câmera para cima ou para baixo faz com que o ataque seja desviado.

O escudo, por sua vez, pode ser usado em situações de aperto, pois protege 100% contra danos externos. Mas somente isso.

Também vale citar que, apesar de você coletar moedas ao longo dos três níveis do jogo, esses itens não tem nenhuma utilidade pós-game. Não há nenhuma loja embutida, desbloqueio de peças, e sequer vemos um contador de moedas na tela - o que é curioso, já que algumas delas ficam localizadas em superfícies quase impossíveis de chegar. Ou seja, mais um fator dispensável.

O mais legal mesmo, mas que ainda assim não empolga o suficiente, é o chefão do castelo no final do game. Para vencê-lo, você precisa passar por vários obstáculos mortais; essa talvez seja a parte mais desafiadora de todo o título.

A conclusão é que Magika: Land of Fantasy tem um grande potencial nas mãos para um jogo de plataforma. É um bom começo, mas não o suficiente, pois precisa de inúmeras melhorias caso queira atrair mais jogadores.

Prós & Contras

Prós

  • Gráficos 3D satisfatórios
  • Três níveis com três tipos de inimigos
  • Chefão final é desafiador

Contras

  • Controles ruins
  • Mecânica de pulo não ajuda
  • Feitiço de ataque é dispensável
  • Itens coletáveis que não servem para nada
0 10
Avaliar Produto 0

Interesse ao longo do tempo

Compartilhe essa página

Comentários sobre o Magika Land of Fantasy