Logo Xfce Ícone

Xfce

Versão 4.10 Grátis
15.77 MB
Funciona em: Linux
X11
Atualizado em : 26/11/2013 Olivier Fourdan
Baixar Grátis Download Seguro
Verificado com Antivírus

O que estão falando…

Já usou? Avalie!
+2 Avaliações
  • Foto de genioso
    genioso 22 de janeiro de 2011 - 19:00
    10
    Nota Excelente!
    Tenho um cpu velho de 80gb; 512ram; 1.6 ghz; placa gráfica sis e windows xp; que permaneceu quase um ano encostado com a tela azul da morte. Recentemente eu o formatei com o ubuntu(gnome)mas não havia ficado bom; certas horas meio que dava uma louca na parte gráfica!. Aí instalei o xubuntu(xfce)e acabaram meus problemas!. Meu cpu velhinho tá parecendo novo!. Rsrsrs... experimentem também a interface gráfica lxde!. = ) .

Descrição

Gabriel Gugik
Ambiente gráfico e gerenciador de janelas bastante leve e simples Ótima alternativa ao Gnome e KDE

Xfce 4.4 é um ambiente gráfico de trabalho desenvolvido para a plataforma Linux. Seu principal destaque é o uso relativamente pequeno dos recursos de hardware e de sistema. É o mais conhecido desktop alternativo ao KDE e ao Gnome. Sua função é prover a interface gráfica entre o usuário e os softwares instalados em seu computador,  utilizando o auxílio de ferramentas como janelas, ícones e áreas de trabalho.

Um ambiente gráfico para todos


O Xfce possui uma grande vantagem em relação aos outros concorrentes (como o Gnome e o KDE) quando estamos falando sobre os requisitos de sistema. Hoje em dia, qualquer computador com capacidade igual ou maior a 128MB de memória tem a capacidade de rodar Xfce sem dificuldades.

Um dos problemas mais conhecidos em instalar um novo ambiente gráfico em um computador é a perda de desempenho do sistema. Muitos usuários reclamam que suas máquinas começaram a travar depois de terem instalado a versão mais nova do KDE ou do Gnome. Isto acontece porque esses ambientes têm o objetivo de utilizar ao máximo o desempenho dos novos componentes de hardware, com cada vez mais efeitos visuais, tornando cada vez mais obsoletos os pc’s não tão atuais.

Xfce - Imagem 1 do software

A principal diferença do Xfce para os seus concorrentes é a sua simplicidade e capacidade de adaptação a qualquer computador. Nada de efeitos visuais avançados, somente o necessário para que o usuário possa navegar pela interface gráfica com conforto e facilidade. 

Faça a sua própria interface

Uma das características mais interessantes do Xfce é a capacidade de customização da barra de tarefas, também chamado de painel. Aliás, várias delas podem co-existir no mesmo desktop, contribuindo muito para a organização e facilitando a navegação do usuário. Enquanto uma barra pode ser destinada para jogos, outra pode assumir a função de acesso às ferramentas de sistema. Não existe um limite máximo para a quantidade de painéis possíveis, porém deve-se dosar seu uso. Mais do que quatro unidades ao mesmo tempo podem fazer seu desktop ficar bastante confuso.

Xfce - Imagem 2 do software

Você pode adicionar diversos menus, programas e jogos às barras de tarefas. Pode colocá-las em cima, em baixo, esquerda, direita, centralizadas ou não centralizadas, fixas ou móveis. Enfim, existe uma infinidade de opções possíveis. Então, clique que com o botão direito do mouse em cima do painel e divirta-se!

Breve história do Xfce


Em 1997, Olivier Fourdan deu o primeiro passo no desenvolvimento de Xfce. Na sua primeira versão era somente uma simples barra de ferramentas, baseada na biblioteca proprietária Xforms. No ano seguinte, Fourdan desenvolveu as versões Xfce 2.X, junto com a primeira versão do gerenciador de janelas deste ambiente gráfico, o Wfwm. Foi especulada a inclusão do Xfce na distriubuição Red Hat, mas não aconteceu pela mesma não aceitar bibliotecas proprietárias, que é o caso da Xforms.

A grande reviravolta do projeto aconteceu em 1999 com o abandono da Xforms e a adoção de uma biblioteca livre. A escolhida foi a GTK+,  que também serve de base para o Gnome. Todos os arquivos foram reescritos para a linguagem dessa biblioteca, tornando o projeto totalmente código aberto. Logo, a nova versão Xfce 3.0 obteve a licença GPL.

O Xfce foi adicionado ao site Sourceforge, atualmente o maior que existe para projetos GPL, em 2001. A partir desta data, este ambiente gráfico foi crescendo e ganhando cada vez mais popularidade, sendo lançada sua versão mais completa pouco tempo atrás, o Xfce 4.4 .

Procedimentos para instalação:


O método de instalação descrito abaixo pode ser utilizado para qualquer distribuição Linux.

O primeiro passo consiste em baixar o arquivo que contém o instalador e executa-lo em seu terminal usando o seguinte comando:
$ sudo ./xfce4-4.4.2-installer.run

Neste ponto irá abrir o instalador gráfico. Clique em Next para começar a instalação.

Logo após, será mostrada uma janela que indicará as dependências que estão faltando no sistema. Você precisa instala-las antes de avançar para o próximo passo.

Agora, o instalador irá perguntar quais extensões e otimizações serão instaladas no sistema. As duas primeiras são opcionais, enquanto as outras são fortemante recomendadas para a instalação.

Em seguida, será solicitado o local para a instalação do Xfce. O recomendável é escolher o diretório padrão do sistema, que na maioria das distribuições é o  "/usr/local".

Neste momento, a instalação propriamente dita irá começar. Apenas clique em Next para iniciar a compilação e cópia dos arquivos.

Agora, o Xfce estará instalado em seu sistema!

Nossa Opinião sobre o Xfce

Principalmente pela grande capacidade de adaptação aos diversos computadores existentes no mercado, o uso do Xfce é bastante recomendado aos usuários que possuem uma máquina mais modesta aos padrões atuais. Recursos como memória e processamento de vídeo serão economizados, aumentando o desempenho geral do sistema.

Usuários que utilizam bastantes aplicações em modo texto também podem ser beneficiados com o Xfce. Principalmente pelo fato dos mesmos não explorarem ao máximo os recursos gráficos, não precisando de toda a interatividade oferecida por um ambiente gráfico como o KDE.

Caso o usuário esteja procurando um ambiente gráfico que explore toda a capacidade de sua placa de vídeo nova, ou do seu pente de memória novinho em folha, a instalação do Xfce não é vantajosa. No caso, a melhor opção é o KDE, ou o Gnome acompanhado do Compiz Fusion.

Portanto, concluímos que a instalação do Xfce é vantajosa em todos os casos, salvo a exceção do usuário que está interessado em recursos gráficos avançados.

Prós & Contras

Prós

  • Não encontramos pontos positivos.

Contras

  • Não encontramos pontos negativos.

Interesse ao longo do tempo

Compartilhe essa página

Avaliações sobre o Xfce

+2 Avaliações
  • {{comentario.nome}} {{comentario.data}}
    {{comentario.nota}}
    Nota {{comentario.notaExtenso}}!
    Editar Avaliação