Intel Burn Test 2.4

Intel Burn Test

2.4

Stress nem sempre é ruim Estresse seu processador e adquira mais estabilidade



Os usuários dos processadores da Intel não precisam mais ter preocupações quanto à estabilidade de seus sistemas, pois agora existe o Intel Burn Test. O programa estimula os processadores Core 2 da empresa americana para que trabalhem no máximo de suas possibilidades, garantindo assim o melhor funcionamento dos Linpacks.

Utilizando o Intel Burn Test, os usuários submetem seus processadores a condições extremas de funcionamento, com velocidades superiores às quais estão acostumados, temperaturas elevadas e reduzidas, além de testes de clock. O software utiliza, segundo o desenvolvedor, o mesmo sistema de submissão a estresse que a Intel utiliza na fabricação de seus chips.

O funcionamento do programa é bastante simples, basta escolher o nível de estresse ao qual você quer submeter seu processador: Maximum (utiliza o máximo de memória RAM disponível); Very High (utiliza 4 GB); High (utiliza 2 GB); Standard (1 GB) e Custom (utiliza quanta memória o usuário desejar liberar).

Interface do programa

Após essa etapa, é preciso escolher o número de vezes que o processador será submetido aos testes e o de tarefas que serão executadas (de 1 a 32) para estressá-lo. Com tudo configurado, basta clicar em “Start” e aguardar pelos resultados.

O próprio desenvolvedor ressalta que o programa não deve ser utilizado por usuários que não possuam conhecimento de hardware ou das configurações de seu computador, pois se a máquina possuir overclocks exacerbados ou não estiver em condições ideais, pode haver falha no sistema e perda de algum componente.

Imagens do Intel Burn Test

Interface do programa
Prós
  • Fácil utilização
  • Bons resultados
Contras
  • Não indicado para iniciantes
  • Somente em Inglês

Nossa opinião sobre o Intel Burn Test:

Intel Burn Test é um programa bastante simples, assim como sua interface, mas garante bons diagnósticos para usuários que estão em dúvida quanto à estabilidade de seus sistemas computacionais. Ele realmente estimula o processamento, submetendo o processador a altos níveis de estresse. Para quem entende os riscos, este software é ótimo, mas para usuários iniciantes, pode ser perigoso.

Não são dadas informações detalhadas acerca dos resultados, a menos que o usuário consiga decifrar os logs - não é muito simples entender os detalhes passados pelo Intel Burn Test. Mesmo assim, as informações sobre estabilidade já dão uma boa noção do que se passa nos núcleos de processamento do computador.


SHOPPING BAIXAKI

Comentários (0)

  • Papafigo Papafigo   em 28/7/2012 - versão: 2.4

    Eu estava mesmo a procura de um bom programa para testar stress já que quero ver até onde meu overclock vai

  • J0ã0... J0ã0...   em 27/9/2011 - versão: 2.4

    até assustei! (e7500 oc 3.30) sempre testei no prime95, temperatura não passou do 65°, com o intel burn test em 3 segundo de test chegou no 75/78° esse teste é bruto! , quem fez muito overclock e não confia muito no cooler - NEM teste!, a temperatura sobe Instantaneamente!! =o

  • ExtremeGamerBR ExtremeGamerBR   em 16/1/2010 - versão: 2.4

    Ótimo principalmente para quem faz OverClocks pois ele joga o CPU em 100% mesmo e gera muito calor, para teste de estabilidade ele é ótimo, até melhor que o Prime95!

Ver todos os comentários »