IRPF - Imposto de Renda Pessoa Física 2015

IRPF - Imposto de Renda Pessoa Física

2015
  • Em Português
  • Gratuito
  • 23,30 MB
  • Para Windows XP/Vista/7/8/8.1
  • Atualizado em 2/3/2015
  • Receita Federal do Brasil
  • Baixar
    Gratuito

O programa para declaração do Imposto de Renda já está disponível para download. Antecipe-se e evite correria

Por Danilo Amoroso
Publicidade

O início de março é a época do ano na qual os brasileiros começam a se preparar para enviar os documentos do IRPF (Imposto de Renda de Pessoa Física) à Receita Federal. Já no início de março, o órgão começa a receber as declarações de Imposto de Renda do ano-base de 2014.

É importante lembrar que os contribuintes devem entregar os documentos até a data-limite de 30 de abril – com prazo máximo de recepção via internet até as 23h59. Quanto mais cedo você acertar as suas contas, mais cedo será restituído. Contudo, os que entregarem a declaração depois do prazo devem pagar a multa de 1% ao mês-calendário ou fração de atraso, calculada sobre o total do imposto devido apurado na declaração.

Além disso, é importante se antecipar em relação ao envio dos documentos para evitar possíveis congestionamentos nos servidores da Receita Feral, comuns nos últimos dias do prazo e que dificultam o processo. É preciso ressaltar que a declaração não poderá ser entregue na Caixa Econômica Federal ou no Banco do Brasil – ela somente é aceita pela internet através do software.

 

Quem deve declarar?

As pessoas físicas residentes no Brasil que receberam em 2014 rendimentos tributáveis que ultrapassem o valor de R$ 26.816,55 devem declarar o Imposto de Renda. Contudo, também existem outras condições que podem o obrigar a ser um contribuinte, tais como:

  • Pessoas com rendimentos isentos (não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte) superiores a R$ 40.000 ou patrimônio superior a R$ 300.000 (inclusive terra nua);
  • Quem financiou um bem (como um carro) através de alienação;
  • Aqueles que tiveram ganhos de capital;
  • Pessoas que fizeram operações na Bolsa de Valores, de Mercadorias, de Futuros ou outras semelhantes;
  • Quem possui receita rural bruta superior a R$ 134.082,75;
  • Todos que se tornaram residentes no Brasil e assim se encontravam em dezembro.
  • Para maiores detalhes, acesse a página oficial da Receita Federal sobre a obrigatoriedade de apresentação aqui.

Utilizando o software

O software do IRPF é essencial para você declarar as suas fontes e acertar as contas com o Governo para ser devidamente restituído. Além de preencher a declaração pelo computador, também é possível fazê-la através de dispositivos iOS ou Android com o aplicativo Pessoa Física. Embora funcione corretamente em smartphones, a Receita Federal indica o uso do app em tablets com telas superiores a sete polegadas.

Os contribuintes que possuem a Certificação Digital podem utilizar a declaração pré-preenchida para facilitar o processo. Representantes de um contribuinte com a procuração eletrônica registrada na Receita também podem utilizar esse modo de envio, que pode ser acessado pelo portal do eCAC (acesse aqui). Somente lembramos que é necessário ter entregado a Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte (DIRF) para que a opção da declaração pré-preenchida esteja disponível. 

Simplificada ou completa?

Há dois modos de declaração de imposto de renda: completa e simplificada. Na primeira, podem ser aplicadas todas as deduções legais, desde que todos os rendimentos sejam comprovados. Já a declaração simplificada acarreta um desconto de 20% dos rendimentos tributáveis. Este desconto substitui todas as deduções legais sem a necessidade de comprovação e está limitado em R$ 15.880,89.

Importação dos dados

Antes de iniciar o preenchimento da documentação ou até mesmo durante o processo (por meio do botão disponível na interface do programa), é possível importar os dados de sua declaração do ano anterior. Vale lembrar que o processo substitui eventuais informações já digitadas na declaração de 2015. Logo, o ideal é que você inicie a importação antes de começar o preenchimento.

O primeiro passo requer que você escolha qual o tipo de documento do qual as informações devem ser importadas:

  • Declaração de Ajuste Anual: é a declaração de bens propriamente dita;
  • Declaração de final de espólio: este tipo de declaração é específico para parentes que receberam rendimentos de espólio (bens, direitos e obrigações) de um contribuinte falecido durante o ano-calendário a partir do falecimento;
  • Declaração de saída definitiva do país: declaração específica para pessoas físicas que foram residentes no Brasil e que passaram à condição de não residentes no curso do ano-calendário de 2014.

Em seguida, localize o documento de cópia de segurança da declaração do ano anterior em seu computador para restaurá-la. Lembre-se de que, caso você tenha efetuado modificações apresentando uma declaração retificadora, é necessário substituir o número do recibo pelo número do recibo da retificadora.

Pagamentos

A declaração do Imposto de Renda pode ter três consequências: a restituição de valores, o saldo zero (não paga ou recebe) ou a obrigação de efetuar pagamentos. As datas dos lotes para as restituições ainda não foram divulgadas, porém se seguirem o prazo dos anos anteriores devem começar a ser feitas no segundo semestre. No caso de pagamentos, os impostos poderão ser pagos em até oito parcelas mensais.

Conforme o valor devido, pode ocorrer a obrigatoriedade de o pagamento ser feito em parcela única. A primeira cota deve ser acertada até 30 de abril. Quem perder o prazo está sujeito à multa. Caso você tenha dificuldades no preenchimento, há um tutorial que pode ser aberto a partir do menu de ajuda do próprio programa. Lembre-se de que, para efetuar o envio do arquivo para a Receita, você precisará usar o programa Receitanet do ano de 2015.




Importante

Antes de instalar o " IRPF - Imposto de Renda Pessoa Física " você pode criar um ponto de restauração do Windows, assim, se não gostar do programa ou se ele não funcionar corretamente, você pode simplesmente restaurar o sistema para um ponto anterior à instalação do programa.Clique aqui e aprenda a criar um ponto de restauração.


Para garantir a qualidade do seu download, nossa equipe baixou e testou este arquivo com os antivírus Kaspersky e Avast!. Por causa disso, seu download será feito com um gerenciador de downloads exclusivo do Baixaki, diretamente dos nossos servidores, para garantir maior segurança e velocidade.


Durante a instalação, pode ser que seja oferecido algum software adicional. A instalação desse software adicional é totalmente opcional e você pode escolher não instalar nada além do programa que você está baixando. Para mais informações, clique aqui.

ImportantePrós
  • Interface amigável
  • Conta com tutoriais para ajuda

Comentários (0)

Ver todos os comentários »
  • Josué Josué
    em 27/2/2013 às 00:21h
    versão: 2013 v1.0 3

    Mesmo que você não tenha recebido em 2012 mais que R$ 24.556,65, tem que declarar caso você tenha tido dedução direto na fonte(no pagamento)! Não seja vacilão como eu e caia na desinformação do governo! :)

  • Daniel Fernando Marcelino Daniel Fernando Marcelino
    em 25/2/2013 às 23:08h
    versão: 2013 v1.0 5

    Programa fácil e seguro. É engraçado que quando devemos para o governo ele não mede esforços que fiquemos em dia...

  • Adilson da Conceicao Adilson da Conceicao
    em 25/2/2013 às 14:55h
    versão: 2013 v1.0 5

    Fácil de usar, mesmo para os mais inexperientes. Indica tudo que precisa fazer e quando não preenche alguns dados ele logo indica.Uso desde 2009. Para não ficar procurando alguns dados do ano passado basta salvar em meus documentos ou no Pen Drive que ele logo transfere os dados - numero do protocolo anterior por exemplo e outras informações.

  • samuel samuel
    em 23/3/2012 às 10:03h
    versão: 2012 v1.0 5

    se voce guardar os dados do ano passado fica mais fácil fazer do ano seguinte

  • victor victor
    em 24/2/2012 às 11:08h
    versão: 2012 v1.0 3

    nunca tinha visto o IRPF e consigui fazer pra minha mãe sem cair na malha fina , mais o 2011 vamos ver se o 12 eu consigo tb vlw ae

  • ANA LUCIA ANA LUCIA
    em 2/5/2011 às 00:07h
    versão: 1.0 4

    Minha amiga não pagou a primeira cota no dia 29/04/2011, quer saber como imprimir o darf com a multa?

  • thalitta thalitta
    em 29/4/2011 às 12:25h
    versão: 1.0 5

    esse app eh o terror dos contabilistas kkkkkkkkk

  • G3ls0n G3ls0n
    em 29/4/2011 às 11:43h
    versão: 1.0 3

    Essa é umas das poucas coisas boas do Governo, todos os Softwares deles são feitos em Java. Claro o software ser bom é outra historia, mas pelo menos ja é alguma coisa.

  • Th3Jack Th3Jack
    em 2/3/2011 às 18:12h
    versão: 1.0 5

    Eu que tenho que fazer tdo ano pro meu coroa... =/ o bom é que eu cobro dele mais que um contador de verdade =) oiaoiaheuheuahuahue

  • Renato Renato
    em 2/3/2011 às 16:20h
    versão: 1.0 3

    Deve ter muito político que nem deve saber que este programa existe!

Ver todos os comentários »

Requerimentos

  • Java Virtual Machine 1.6.0 ou superior instalada

Shopping Baixaki

Publicidade






(0.125 segundos)