Browser da Raposa traz novidades cada vez mais rápidas e briga pela liderança do segmento

Por Fernando Daquino

O Firefox é um dos navegadores mais populares da web e o principal produto da Fundação Mozilla, a sua mantenedora. Além de figurar como um dos mais importantes browsers do mundo, o aplicativo é costumeiramente apontado como o mais bem-sucedido projeto de software livre do planeta.

Em um mercado cada vez mais acirrado, a desenvolvedora do browser da Raposa adotou um planejamento de atualizações em curtos ciclos de desenvolvimento com a intenção de implementar novos recursos, corrigir problemas com maior agilidade e, consequentemente, aprimorar a experiência de navegação dos seus adeptos.

Briga de gente grande

Surgido de um projeto criado por Dave Hyatt e Blake Ross em 2002, somente dois anos depois a plataforma de navegação pela internet se desmembrou de outras ferramentas e se tornou um browser independente. No começo, o Firefox se popularizou apenas entre o nicho de adeptos do “software livre”, e mesmo assim já alcançou dezenas de milhões de downloads.

Não demorou muito para que o navegador começasse a receber melhorias relevantes e o seu potencial fosse observado por outros perfis de internautas. E foi basicamente assim que o produto da Fundação Mozilla ganhou seu espaço e quase desbancou a hegemonia do Internet Explorer.

A briga por esse mercado ficou ainda mais acirrada com a chegada do Google Chrome, fazendo com que o browser da Raposa perdesse espaço. Contudo, isso não significa que ele piorou ou fez com que desmerecesse a sua história. Muito pelo contrário: não há dúvidas de que o Firefox é um excelente browser e é capaz de dar conta do recado durante a sua rotina de navegação — oferecendo ainda milhares de plugins para se adaptar e personalizar a sua experiência.

Novidades na versão 32

Abaixo, você confere uma lista com as principais novidades trazidas pela mais recente atualização do Mozilla Firefox.

  • Sistema novo de cache HTTP implementado e habilitado por padrão;
  • Integração do Garbage Collection Geracional;
  • Suporte às chaves públicas de certificado habilitado;
  • Login dos metadados está visível no gerenciador de senhas;
  • Agora são exibidos os números de itens encontrados no texto por meio da barra de busca;
  • Melhorias gerais de performance no Gerenciador de Senhas e no Gerenciador de Add-nos;
  • Conexão a proxies HTTP através de HTTPS;
  • Diversas funções de HTML5 implementadas;
  • Correção de bugs relacionados à renderização de texto no Windows 7 com atualização Update KB2670838 e no Windows 8.1;
  • Remoção e desligamento do “bit de confiança” (em uma tradução livre de “trust bit”) para alguns certificados de raiz de 2014 bits;
  • Suporte à HiDPI na interface das ferramentas de desenvolvimento;
  • Botão de inspeção movido para o topo esquerdo da tela;
  • Implementado novo editor de áudio nas ferramentas para desenvolvedores.


Importante

Antes de instalar o " Mozilla Firefox " você pode criar um ponto de restauração do Windows, assim, se não gostar do programa ou se ele não funcionar corretamente, você pode simplesmente restaurar o sistema para um ponto anterior à instalação do programa.Clique aqui e aprenda a criar um ponto de restauração.


Para garantir a qualidade do seu download, nossa equipe baixou e testou este arquivo com os antivírus Kaspersky e Avast!. Por causa disso, seu download será feito com um gerenciador de downloads exclusivo do Baixaki, diretamente dos nossos servidores, para garantir maior segurança e velocidade.


Durante a instalação, pode ser que seja oferecido algum software adicional. A instalação desse software adicional é totalmente opcional e você pode escolher não instalar nada além do programa que você está baixando. Para mais informações, clique aqui.

Nossa Opinião

Nossa Opinião Acima você conferiu uma descrição completa sobre o Mozilla Firefox e suas funcionalidades, saiba agora o que achamos dele

A Mozilla tem seguido a mesma política da Google de lançar “versões fechadas” em um curto espaço de tempo — mais com o intuito de demarcar território e chamar a atenção dos adeptos (e de possíveis novos usuários) do que para divulgar algo realmente cheio de novidades significativas.

Essas atualizações constantes do Firefox têm gerado uma série de controvérsias: alguns reclamam dizendo que são mudanças excessivas, enquanto outros dizem que o navegador inova pouco. Independente de em qual lado você se encontra (ou se você não se enquadra em nenhum desses “perfis”), saiba que, a cada lançamento, fica claro que a Mozilla tem levado suas atualizações mais a sério do que nunca.

Bonito e funcional

A interface do browser da Raposa adotou há algum tempo o padrão minimalista seguido pela maioria dos softwares dessa categoria. Com menus bem organizados, ícones intuitivos e suporte completo para o português, a sua interação com o navegador deve acontecer de maneira descomplicada e bastante agradável — mesmo que você nunca tenha mexido nele antes.

Além disso, ela está ainda mais bem organizada, centralizando todos os recursos oferecidos em um único menu que abusa de ícones grandes e intuitivos para facilitar ainda mais a sua interação. Mesmo quem nunca usou o browser da Raposa não deve encontrar dificuldades para utilizá-lo.

É verdade que a estrutura antiga do navegador da Mozilla não era ruim e já possuía um visual bem limpo, mas as mudanças vieram para agregar características ainda melhores. A crítica nesse sentido fica com o fato de o seu design ser muito — muito mesmo — parecido com o do produto da Gigante das Buscas e seu maior concorrente, passando a sensação de uma “cópia”.

Ainda mais veloz

Não podemos reclamar do desempenho apresentado pelo Mozilla Firefox. Ele dá conta do recado, e com folga, para atuar como veículo de navegação na internet para internautas com qualquer tipo de rotina, desde os novatos até aqueles que possuem uma demanda mais exigente do aplicativo.

Até mesmo o elevado consumo de memória, um dos problemas tão mencionados em edições mais antigas dele, já foi superado. Com isso, mesmo que testes específicos de institutos renomados mostrem o Firefox atrás de outros browsers, a diferença de milissegundos existente não afeta a sua experiência de navegação.

De olho no futuro

Outro ponto positivo do navegador da Raposa é a sua preocupação com o crescimento de uso do HTML5 e a sua integração cada vez maior com serviços online e redes sociais — o que, em teoria, permite que seus adeptos se comuniquem e compartilhem conteúdos com maior facilidade.

De qualquer forma, as mudanças no ciclo de lançamentos da Mozilla, já divulgadas no Tecmundo, começam a surtir efeito. O novo Firefox está mais rápido que seus antecessores e atinge o objetivo principal da Mozilla: reduzir o consumo de memória.

ImportantePrós
  • Interface minimalista e organizada
  • Redução no uso de memória
  • Ótimo desempenho de navegação
  • Suporte aperfeiçoado para HTML5 e integração com redes sociais

Comentários (0)

Ver todos os comentários »
  • TonyPaduque TonyPaduque
    em 26/9/2014 às 14:17h
    versão: 32.0.3 5

    tem muitas ferramenta e add-ons, sem falar na personalização e no 64bits é muito rapido e instavel.

  • Max_Downloader Max_Downloader
    em 22/9/2014 às 12:40h
    versão: 32.0.2 4

    Gosto do firefox, por ser um browser q é 100% código aberto(diferente do chrome), é bem personalizável, e defende uma internet livre e aberta... A mozilla tem um projeto chamado electrolysis, q transforma o firefox em um browser multiprocesso, como o chrome é. Creio q quando o implementarem, ele será ainda mais seguro, estável, prático, melhor no gerenciamento de memória. Está previsto pra ser integrado na versão 36, se der tudo certo...

  • Juninho Silva Juninho Silva
    em 19/9/2014 às 18:49h
    versão: 32.0.2 5

    Este Navegador é muito bom!

  • pbo pbo
    em 18/9/2014 às 01:41h
    versão: 32.0.1 4

    Da versão 32 pra Frente está Com Problemas Mas eu Gosto do Firefox Sempre Usei Ele.

  • Luciano Luciano
    em 15/9/2014 às 16:43h
    versão: 32.0.1 5

    Com a sincronização com sua conta de email não preciso mas baixar tudo de novo , salva favoritos ,senhas ,históricos e complementos , agora ele é imbatível.

  • Leandro Fallout Leandro Fallout
    em 7/9/2014 às 18:39h
    versão: 32.0 2

    Diz que é rápido mas trava muito. Ainda removeu a opção de bloquear o uso de cookies e rastreamento. Apesar de ser um tanto seguro, é meio decepcionante. Recomendo o Google Chrome: Rápido, Seguro, Fácil de usar, design e Prático.

  • Juninho Silva Juninho Silva
    em 4/9/2014 às 23:41h
    versão: 32.0 5

    é bom! Na verdade eu tenho duvidas de qual é o melhor rs . Chrome, Firefox e Opera. Tenho os Três :)). Muito satisfeito com esses Três navegadores :)) . Abraços.

  • Juliano Pereira dos Santos Juliano Pereira dos Santos
    em 2/9/2014 às 20:31h
    versão: 32.0 2

    A cada versão fala que está mais veloz e oque vemos são os mesmos problemas e travamentos. Bom mesmo é o Opera que deixa todos os outros comendo poeira.

  • Rene Matienzo Rene Matienzo
    em 2/9/2014 às 18:31h
    versão: 32.0 5

    A versão 31 estava travando muito, estava lento, chegava a consumir 500mb de memória, eu desinstalei ele por completo, reinstalei essa versão 32, esta perfeita, só adicionei o AdBlock Plus, esta com 300MB de consumo, não esta travando nada. Não instalem por cima da versão antiga, salvem seus favoritos e reinstalem ele do zero.

  • Rui Rebelo Rui Rebelo
    em 2/9/2014 às 12:19h
    versão: 32.0 1

    Sempre usei o Firefox ,mas desde a versao 28, ele ta sempre a travar, o firefox ja nao é o mesmo de antigamente,esta-se a tornar muito mau e pessimo,experimentei esta versao, mas trava na mesma, o Google actualmente é melhor que o Firefox !!!!

Ver todos os comentários »

Requerimentos

  • Processador Pentium 4 ou mais recente que suporte SSE2
  • 512 MB de memória RAM
  • 200 MB de espaço livre no disco de armazenamento

Shopping Baixaki





(0.246 segundos)