Google Chrome 36.0.1985.125

Google Chrome

36.0.1985.125
  • Em Português
  • Gratuito
  • 46,50 MB
  • Para Linux X11/KDE/Gnome
  • Sistema 32 bitsSistema 64 bits
  • Atualizado em 17/7/2014
  • Google
Clique para baixar Google Chrome Clique para Baixar

Novo Chrome traz novidades para manter a sua navegação em privacidade, torná-la ainda mais veloz e poupar energia

Por Gabriel Gugik

Seguindo a sua estratégia de atualizações em curtos períodos de tempo, a gigante de Mountain View acaba de anunciar a mais recente versão final do Google Chrome.

Novamente, como vem acontecendo nas últimas atualizações do navegador, a interface do browser não sofreu alterações significativas. Os esforços da equipe de desenvolvimento continuam voltados para os seus recursos internos e de navegação.

A 26ª edição do Chrome traz como principal novidade a ativação automática e por padrão da ferramenta “Do Not Track”, um mecanismo que impede que sites não autorizados armazenem dados da sua navegação.

Além disso, o navegador da Google incorporou um novo menu de configuração de permissões de acesso às suas informações para cada site visitado. Ainda, o browser passou a contar com suporte para usar o hardware gráfico para acelerar o carregamento de páginas da internet, promovendo uma redução de 25% no consumo de energia para dispositivos portáteis.

O que surgiu recentemente
.

Pointer Lock

Certamente, esta foi uma atualização que agradou aos fãs de joguinhos online. O Pointer Lock (que também é chamado Mouse Lock) é uma API em JavaScript que traz uma melhoria no controle de jogos em 3D, especialmente aqueles de tiro em primeira pessoa (FPS). Graças a esta função, agora, quando você estiver jogando, poderá controlar a perspectiva com o mouse de maneira mais “natural”.

O Pointer Lock permite que você possa mover o mouse sem “travar” no canto da tela de jogo ou perder a direção por “sair da janela”. Além de ser aplicada aos jogos, esta API também é voltada para melhorar outras funções em áreas médicas, científicas, de treino e simulação, entre outras. Caso você deseje testar a função, os desenvolvedores recomendam que você o faça utilizando este jogo online.

Para computadores menos potentes

O Chrome tem apresentado grandes melhorias no que diz respeito ao desempenho gráfico das aplicações. A empresa investiu no desenvolvimento de um melhor desempenho em duas frentes diferentes: o WebGL e o Canvas2D. A ideia é tornar possível que computadores mais antigos possam rodar programas novos (e desenvolvidos para o navegador) e páginas que tragam serviços online que apresentam bons gráficos.

Sincronização de abas

Um dos maiores destaques do browser da gigante de Mountain View é até hoje a sincronização de abas. O navegador é capaz de compartilhar as páginas abertas no seu computador (inclusive com o histórico recente de navegação por elas) com todos os demais dispositivos nos quais você possua o Chrome instalado — seja um notebook, smartphone ou tablet.

Tudo o que você precisa fazer para usufruir desse mecanismo é estar logado com uma mesma conta Google em todos os seus aparelhos eletrônicos. Isso pode ser feito por meio da opção "Fazer Login no Chrome", localizada no menu "Personalizar e controlar o Google Chrome".

Outras melhorias

Houve uma alteração visual leve mas perceptível, na qual o antigo botão de ferramentas, na forma de uma chave-inglesa, foi trocado por “três linhas”. Embora em termos de funcionamento ela não represente uma mudança, o antigo ícone permanecia o mesmo desde a primeira edição do navegador.

As novidades
.

Nada de rastreamentos indesejados

Uma das principais novidades do Google Chrome nesta mais recente versão é a adoção do protocolo conhecido como “Do Not Track”, o qual visa impossibilitar que sites e serviços online rastreiem e armazenem dados referentes à sua navegação sem a existência de uma autorização.

Esse mecanismo já havia sido incorporado pelas edições mais recentes do Mozilla Firefox e do Opera e tende a aumentar a privacidade do internauta. A ferramenta pode ser ativada no painel de configuração avançado do navegador.

Contudo, a desenvolvedora alerta que a eficácia desse recurso está sujeita à maneira como as páginas respondem a essa solicitação de não rastreamento. A empresa informa que já está trabalhando em um sistema mais eficiente para tal atividade.

Configuração de permissões facilitada

Outra interessante melhoria apresentada pelo Chrome foi a incorporação de um novo menu com o qual você é capaz de configurar de maneira rápida e descomplicada as permissões de acesso a determinadas informações estipuladas para cada site visitado.

Ao abrir qualquer página da internet, basta você clicar sobre o ícone dela que fica na Ominibox, a barra de endereço do navegador da Google, para que esse novo menu seja apresentado. Todos os ajustes disponíveis são aplicados individualmente, o que garante uma experiência mais personalizada na hora de navegar pela web com este browser.

Aceleração via hardware

Por fim, a 26ª versão do Google Chrome marca a estreia de um recurso que permite ao browser utilizar o hardware gráfico do computador para acelerar o carregamento de páginas da internet.

Esse sistema possibilita que o navegador explore o potencial de processamento de placas de vídeo, por exemplo, para agilizar a reprodução dos conteúdos acessados em sites e serviços online.

Dessa forma, a gigante das buscas garante um tempo de vida 25% maior para dispositivos portáteis, algo que deve animar quem costuma acessar a rede através de laptops ou netbooks.

 


Nossa Opinião

Nossa Opinião Acima você conferiu uma descrição completa sobre o Google Chrome e suas funcionalidades, saiba agora o que achamos dele

Como era de se esperar, a nova versão do Google Chrome não teve mudanças significativas na sua interface, afinal o visual do programa já está consagrado e não há recursos que justifiquem alterações. Contudo, os mecanismos de funcionamento foram melhorados, visto que foram efetuadas correções de bugs e adição de algumas funcionalidades.

Em nossos testes, verificamos que a nova versão oferece rapidez e segurança. No quesito velocidade, podemos dizer que esta é a versão mais rápida que já testamos do Google Chrome. Ao navegar normalmente, tal característica não é notada, porém páginas visitadas com frequência carregam em poucos segundos, às vezes até instantaneamente.

Apesar de ser um aplicativo evoluído, constatamos algumas deficiências do navegador na hora de gerenciar os diversos processos abertos em segundo plano. O recurso que deveria servir para evitar o uso excessivo de memória RAM agora parece estar se comportando de maneira bizarra, sendo que alguns itens ainda permanecem abertos após o fechamento das abas.

As funcionalidades adicionadas para melhorar os downloads atuam em segundo plano, impossibilitando que você saiba como é o filtro do navegador. Na realidade, esse recurso tem grande utilidade prática no cotidiano, mas não podemos garantir que ele vá proteger seu PC completamente. Assim, ainda vale a pena manter programas de segurança instalados.

A execução de conteúdos com HTML5 parece estável. O carregamento de páginas com grande quantidade de itens em Flash não é demorado; entretanto, vale frisar que o navegador é totalmente dependente da velocidade da sua internet. As configurações de sincronização são muito úteis, mas você deve pensar que não é interessante utilizá-las em PCs públicos.

Se a Google mostra que vem se antecipando ao mercado com ações diferenciadas, como a adoção dos programas próprios para o Chrome, por exemplo, a empresa também vem dando mais importância do que a concorrência ao desenvolvimento da compatibilidade gráfica do seu navegador. A cada atualização, podemos ver muito capricho da companhia nesse sentido, que vê a “internet do futuro” em um ambiente cheio de gráficos em três dimensões e muita interatividade.

Se você usa uma versão antiga, recomendamos uma atualização. Caso ainda não o conheça, vale um teste para você usar os apps, games e outras funções deste navegador que vem evoluindo e brigando com o Firefox.

ImportantePrós
  • Exibição instantânea de páginas já visitadas e digitadas na barra de endereço
  • Interface que separa páginas e aplicativos
  • Suporte a HTML5
ImportanteContras
  • Número de extensões ainda é inferior ao do Mozilla Firefox

Comentários (0)

Ver todos os comentários »
  • Alemão Alemão
    em 9/7/2014 às 09:55h
    versão: 35.0.1916.153 1

    Chrome na versão 35 deixou de oferecer suporte para plugins NPAPI pelo menos no linux,ou seja, isso inclui o plugin Java da Oracle. Tudo e contra a liberdade.

  • Éwh Edilson Éwh Edilson
    em 2/12/2012 às 11:56h
    versão: 23.0.1271.95 5

    Nada melhor que o chrome para animar a navegação ...

  • Mario Sergio S Pereira Mario Sergio S Pereira
    em 2/10/2012 às 22:12h
    versão: 22.0.1229.79 5

    na versão 22 para linux o Chrome corrigiu erros de desempenho e de congelamentos , esta ótimo !

  • ClóvisReschke ClóvisReschke
    em 8/8/2012 às 13:22h
    versão: 21.0.1180.60 3

    Um navegador de boa qualidade, cumpre com que promete. Mas por diversas vezes que o utilizei tive problemas com congelamentos, falhas na conexão e incompatibilidade com diversos sites. No enunciado acima está descrito: Prós "Totalmente estável." e nos contras "Pode acontecer alguns erros". Ou seja usem Firefox.

  • lucasz2011 lucasz2011
    em 21/2/2012 às 23:44h
    versão: 17.0.963.56 5

    sem duvidas o melhor navegador do momento , o firefox esta muito atraz e mais pesado e lento alem do alto consumo de memoria a unica vantagem e compatibilidades com alguns sites mas o chrome atualizar bem rápido sem duvidas e o melhor

  • Chuupito Chuupito
    em 19/12/2011 às 16:33h
    versão: 16.0.912.63 4

    Prefiro o Chromium.. lol antes que me esqueça, Mozila vai ser sempre melhor, o único problema é consumo de memoria mais na questão de velocidade não tem o que discutir

  • Antonio Antonio
    em 14/11/2011 às 18:36h
    versão: 15.0.874.120 5

    Utilizo Firefox, Ópera e Chrome para navegar na internet e o Chrome é bem melhor que o Firefox nativo que parou de atualizar na versão 4.0.1 no Mandriva 2010-2, o Chrome atualiza dentro do sistema junto com outras atualizações e funciona que é uma beleza, esse Firefox nativo dá bugs até quando se abre uma nova aba... O Chrome atualizou até com conexão de 128 kbps e na "época" que atualizava o Firefox nativo com essa velocidade, dava erro na instalação... Excelente o Chrome...

  • PQT PQT
    em 31/10/2011 às 10:57h
    versão: 15.0.874.106 5

    Dizem que o Firefox é uma porcaria, fica instalando uma penca de extensão que com certeza qualquer navegador não aguenta mesmo. Gosto do chrome,mas ainda prefiro o firefox, pela vasta extensões que existem pra ele.

  • Felipe Felipe
    em 24/10/2011 às 15:39h
    versão: 14.0.835.202 5

    O Firefox, é uma carroça? É uma carroça, pra que tem internet ruim, que seja um lixo. Uso mais o Chrome, mas ainda uso o Firefox, sem problemas.

  • Enzzo Cavallo Enzzo Cavallo
    em 17/9/2011 às 17:59h
    versão: 13.0.782.220 5

    A algum tempo (próximo à versão 9) realmente ele deixava a desejar com relação a versão windows, porém, com o projeto do chrome OS parece ter trazido melhorias ao Chrome/Linux, a ponto de torna-lo tão bom/melhor que o do Windows. Principal contra dele é o consumo de memória, porém de desativar os "app`s em segundo plano" nas configurações melhora muito.

Ver todos os comentários »

Shopping Baixaki





(0.063 segundos)