Logo Kingdoms of Amalur: Reckoning Ícone

Kingdoms of Amalur: Reckoning Versão DEMO Gratuito para Testar

2.67 GB
Funciona em: Windows
XP/Vista/7/8
Adicionado em: 17/01/2012 Big Huge Games
23K
Baixar Download Seguro
Verificado com Antivírus

O que estão falando…

Comentar
+21 Comentários
  • Foto de Lucas
    Lucas 1 de janeiro de 2013 - 21:03
    10
    Nota Excelente!
    pessoal eu vo disse que esse jogo e muito legal podem baixar ja joguei pro xbox 360 muito bom como um falo que o skirim e um jogo sem animação pois e esse e melhor muito melhor tem muitos skill mais numca tente matar guarda se n vc vai pra cadeia ou se rouba alguma coisa tbm vai pois e bem legal e mais emocionante e é online no xbox e pci ja joguei muito legal muito emocionante chega ate os pes do god of war e muito mais legal que ele e muito msm flw so queria dizer isso. tem uma skill que ele bate o pe no cão ai sai pedra de lava ai vc tenke aperta ai aperta tres vezes ( a primeira sai pequeno , ai ele bate o segundo pe , sai medio , o terçero ele da um murro no chão ai parece uma montanha de lava assim toda espinhosa e pci vo ate baixar denovo pro meu xbox
  • Foto de Mateus
    Mateus 9 de fevereiro de 2013 - 12:53
    8
    Nota Ótimo!
    Meu irmao aposto q vc n jogou nem skyrim nem reckoning cara, e perfect world eh uma !*@&@!@,possuo skyrim, reckoning, wow jogava pw, porem wow eh um mmorpg,skyrim e reckoning sao rpgs q tem um combate totalmente diferente.na minha opiniao reckoning eh muito bom porem nenhum rpg bate skyrim.

Descrição

Allan Valin
Grandes nomes dos games e dos quadrinhos se reuniram para criar um game épico

Kingdoms of Amalur: Reckoning é um RPG com lançamento previsto para PS3, Xbox 360 e PC, em 7 de fevereiro de 2012. As expectativas sobre este game são altas, pois grandes nomes foram reunidos em sua produção.

O game deve ser baixado usando a plataforma Origin; clique aqui para descobrir como usá-la. A demo também está disponível via Steam, clique neste link para acessar a página de download.

Para começar, o título foi elaborado pelo mesmo criador dos jogos Morrowind e Oblivion, da série The Elder Scrolls, Ken Rolston. A direção artística ficou para Todd McFarlane, criador dos quadrinhos Spawn. Finalmente, a história foi deixada aos cuidados de R. A. Salvatore, escritor de obras da série Forgotten Realms – mundo onde o RPG de mesa Dungeons & Dragons é ambientado.

O sistema de combate é outro destaque em Kingdoms of Amalur: Reckoning. Nele, você muda suas habilidades conforme as armas equipadas e pode aprender técnicas de diferentes classes, formando uma profissão híbrida. Além disso, cartas de destino adquiridas ao longo do jogo servem para garantir bônus passivos nas habilidades do jogador, permitindo a criação de um estilo de luta totalmente personalizado.

História

Amalur é um universo que possui mais de 10 mil anos de história, a qual é dividida em várias eras distintas. Kingdoms of Amalur: Reckoning se passa na Era de Arcana, quando várias raças começaram a despertar habilidade para controlar magia e uma grande ameaça surgiu no mundo.

Os habitantes de Amalur sempre acreditaram que cada indivíduo nascia com um destino pré-definido, o qual seria inalterável. Além disso, para cada morte, um nascimento acontecia e o mundo ficava em equilíbrio perpétuo.

Um dia, porém, um gnomo concluiu uma pesquisa que durou séculos e conseguiu o impossível: trouxe uma pessoa de volta à vida. Esta não tinha destino, podendo escrevê-lo como bem quisesse. O indivíduo ressuscitado foi você: ironicamente, no entanto, você está destinado a combater a grande ameaça que paira sob Amalur.

Martelo

Um vasto mundo

Conforme explora Amalur, seu personagem encontra diversas facções de objetivos diferentes. Cada uma delas é especialista em alguma classe e, aliando-se a elas, você ganha acesso a habilidades e itens indisponíveis de outra forma. Não há restrições a quantas é possível se unir, funcionando de maneira similar ao sistema de guildas em The Elder Scrolls IV: Oblivion.

Sistema de combate

O estilo de luta do seu personagem varia conforme seus equipamentos, sendo adagas usadas preferencialmente por ladinos. Contudo, uma vez escolhida uma classe, você não fica impedido de trilhar o caminho das demais: como você ganha um ponto de habilidade por nível alcançado, há como aprender uma técnica de cada classe ao subir de nível.

Depois de conseguir algumas habilidades, cartas de destino são liberadas para seu personagem – afinal, ele começa o jogo sem nenhum. Essas cartas servem para conceder bônus especiais em certos atributos e contribuem ainda mais na personalização do seu estilo de combate. Em momentos-chave da história, você receberá cartas raras que prometem alterar grandemente o destino incerto do jogador.

Nossa Opinião sobre o Kingdoms of Amalur: Reckoning

Embora não apresente gráficos exatamente realistas, Kingdoms of Amalur: Reckoning conta com primorosos efeitos de luz e texturas em personagens e paisagens. Além disso, outro ponto que colabora para enriquecer a experiência visual do game é o nível de detalhes visto em praticamente tudo, desde a grama até a armadura do herói principal. Efeitos visuais também não ficam para trás, apresentando magias muito bonitas.

A trilha sonora de Kingdoms of Amalur: Reckoning é impactante e varia conforme a necessidade da aventura, também mudando quando você entra em combate. Os efeitos de som são condizentes com a realidade e não são repetitivos, nem mesmo durante as batalhas. Sua jogabilidade apresenta atraso nos comandos apenas se o jogo travar devido à alta qualidade dos gráficos; fora isso não há reclamações: eles são fluídos e bem distribuídos.

A história do game não fica para trás em nenhum aspecto, rapidamente envolvendo o jogador no melhor estilo RPG de mesa. A grande produção envolvida na criação do jogo é um dos fatores que o torna um grande título mesmo antes do lançamento: afinal, ele é muito similar à série The Elder Scrolls e possui os elementos necessários para se tornar um sucesso.

Prós & Contras

Prós

  • Gráficos ótimos
  • Boa trilha sonora
  • Dá uma boa ideia a respeito do game

Contras

  • A demo poderia ser uma área limitada em vez de ter o tempo restrito
  • Requer cadastro na EA
  • As texturas poderiam ser mais realistas
0 10
Avaliar Produto 0

Interesse ao longo do tempo

Compartilhe essa página

Comentários sobre o Kingdoms of Amalur: Reckoning

+21 Comentários
  • {{comentario.nome}} {{comentario.data}}
    {{comentario.nota}}
    Nota {{comentario.notaExtenso}}!