Logo SimulAnalog Guitar Suite Ícone

SimulAnalog Guitar Suite

Versão 1.0 Grátis
340 KB
Funciona em: Windows
98/Me/2000/XP
Adicionado em : 04/10/2007 SimulAnalog

O que estão falando…

+6 Avaliações
  • Foto de AndyShow
    AndyShow 11 de setembro de 2011 - 21:18
    10
    Nota Excelente!
    PRIMEIRO = para vc usar esse Programa, vai Precisar de uma Placa de áudio muito Boa,"para não ter atrasos" não adianta querer usar isso com Sound Blaster ou realtek,tem que ter no Mínimo uma M-AUDIO "350,00" aí esse programa é sim Muito bom! vc toca sem "atrasos" SEGUNDO = VST são INSTRUMENTOS VIRTUAIS,vc precisa de um Programa tipo, Fruity Loops,Sonar,etc e usa um Plugin VST ou VSTi para Virtualizar um, Instrumento Real,Guitarra,Baixo,Bateria,Acordeon,etc... Abraço!
  • Foto de __MARC__
    __MARC__ 7 de setembro de 2009 - 17:11
    6
    Nota Ótimo!
    consegui usar fazendo oq o primeiro da lista dos comentários disse,mas naum gostei mto do programa pois o som eh meio ruim e tbm eh atrasado,fazendo com q vc se desconcentre enquanto toca seu instrumento

Descrição

Equipe Baixaki
Plugins que simulam fielmente os melhores efeitos vintage de guitarra totalmente gratuitos para você
SimulAnalog Guitar Suite contém, basicamente, um set virtual de pedais e simulações de amplificadores para guitarrista nenhum botar defeito:

  • Boss DS-1 (pedal de distorção)

  • Boss SD-1 (pedal de overdrive)

  • Ibanez Tube Screamer (pedal de overdrive)

  • Oberheim PS-1 (pedal de phaser)

  • Univox Univibe (pedal de modulação)

  • Fender Twin 1969 (simulação de amplificador)

  • Marshall JCM900 Dual Reverb (simulação de amplificador)


  • Os DS-1 da Boss dispensa comentários pois, ninguém mais ninguém menos que Steve Vai e Joe Satriani são adeptos do timbre distorcido do laranjinha há anos.

    Já o SD-1 e o Tube Screamer são perfeitos para timbres clássicos e suaves de overdrive que remetem ao som de amplificadores valvulados. Carlos Santana e The Edge (U2) não trocam a relíquia da Ibanez por nada.

    Os pedais Oberheim PS-1 e Univox Univibe completam a coleção, sendo excelentes para acrescentar Phaser e o efeito Rotary Speaker (que é como se fosse um falante rodando), respectivamente.

    Quanto aos amplificadores simulados, pode-se dizer que o Fender Twin é praticamente referência para som limpo devido a seu Reverb magnífico, enquanto o Marshal JCM900 oferece toda a qualidade e peso para sons distorcidos.

    Efeitos gratuitos para você!

    O projeto foi desenvolvido sem intuito comercial, por estudantes universitários de eletrônica em pesquisas sobre modelagem de dispositivos elétricos.

    O resultado culiminou em uma alta fidelidade de simulação, criando efeitos praticamente indiferenciáveis dos sons originais. Agora é só aproveitar as simulações: a melhor forma de agradecer é estremecer a vizinhança com sua guitarra!

    O que é VST?

    VST (Virtual Studio Technology - Tecnologia Virtual de Estúdio) é um termo que se refere à tecnologia desenvolvida pela Steinberg, a qual permite adicionar sintetizadores e plugins de efeitos junto a editores de áudio.

    Esta tecnologia também facilita o controle de parâmetros, criando interfaces com knobs, sliders e botões virtuais para modificar as características do som.

    Em geral, pode servir tanto para processar qualquer tipo de áudio, adicionando efeitos como reverb, phaser, etc. quanto para gerar timbres e samplers virtuais.

    Para usar os plugins, você precisa descompactá-los para a pasta de VST do seu computador. Depois, é necessário usar algum software com suporte a esta tecnologia, como o Sound Forge, Audacity (gratuito) ou Fruity Loops.

    No site do desenvolvedor existem várias amostras da capacidade de timbragem dos pedais virtuais.

    Prós & Contras

    Prós

    • Não encontramos pontos positivos.

    Contras

    • Não encontramos pontos negativos.

    Compartilhe essa página

    Avaliações sobre o SimulAnalog Guitar Suite

    +6 Avaliações
    • {{comentario.nome}} {{comentario.data}}
      {{comentario.nota}}
      Nota {{comentario.notaExtenso}}!
      Editar Avaliação