Logo Max: The Curse of Brotherhood Ícone

Max: The Curse of Brotherhood

Versão DEMO Grátis para testar
2.35 GB
Funciona em: Windows
XP/Vista/7/8/8.1
Adicionado em : 22/05/2014 Press Play
Baixar Download Seguro
Verificado com Antivírus

O que estão falando…

Já usou? Avalie! +0 Avaliações - Seja o primeiro a avaliar o produto!

Descrição

Victor Teixeira
Vá para uma outra dimensão para salvar o seu irmãozinho das garras de um maléfico vilão

Max: The Curse of Brotherhood é um jogo que mistura o gênero plataforma com elementos de puzzle game. O título foi originalmente lançado para Xbox One e se manteve como um dos exclusivos de peso da Microsoft.

Para embarcar na aventura repleta de seres bizarros, você vai entrar na pele do garotinho cabeçudo Max.

O jovem, que estava cansado de chegar em casa e ver o seu irmãozinho mais jovem destruindo tudo, resolveu recitar um feitiço que encontrou na internet para fazê-lo sumir.

Dito e feito: seu irmãozinho Felix foi parar em uma outra dimensão nas garras de um maléfico ser que ninguém sabe ao certo da onde veio.

Com peso na consciência por ter feito o seu queridinho irmão sumir, você não vai deixar barato e seguirá para um mundo nefasto e inóspito para salvá-lo de perigosas criaturas.

A aventura cinematográfica não será fácil, mas é claro que Max não estará sozinho para encarar os belos cenários repletos de quebra-cabeças. Munido de uma caneta mágica, o jovem Max vai precisar se esquivar dos obstáculos, enquanto você terá que usar o cérebro para movimentar e manipular determinados objetos do ambiente.

A caneta mágica foi oferecida por uma espécie de bruxa do bem, que misteriosamente já estava esperando a chegada de Max naquele mundo. O objeto faz com que o garotinho consiga todos os dons da bruxa para que ele possa finalmente alcançar o castelo do temido ser que abriga o seu irmão mais novo.

Max: The Curse of Brotherhood - Imagem 1 do software

Seu cérebro a todo vapor

É impossível jogar Max: The Curse of Brotherhood e não notar as semelhanças com o clássico game de PS1 e PC: Heart of Darkness. Ser transportado para uma outra dimensão para salvar um ente querido é uma fórmula que realmente deu certo em uma outra geração de games.

Os comandos para controlar Max são básicos: você vai controlá-lo com as teclas W, A, S, D e a caneta mágica pode ser manipulada com o mouse. É possível erguer plataformas, cortar cipós e criar galhos em diferentes formatos. O desafio pode parecer simples, mas a dificuldade vai aumentando e, a cada cenário avançado, mais elementos da tela poderão ser alterados para que você possa progredir.

Max: The Curse of Brotherhood - Imagem 2 do software

Qualquer passo falso no decorrer dos cenários fará com que Max acabe dentro de um abismo sem fim. Florestas, desertos, castelos, cavernas e cachoeiras; Max vai conhecer diversas localidades misteriosas ao longo da jogatina, portanto, prepare-se para embarcar em uma jornada praticamente sem volta. 

Nossa Opinião sobre o Max: The Curse of Brotherhood

Não me lembro da última vez em que vi um título do gênero plataforma tentando implementar algo que fosse realmente inovador. Max: The Curse of Brotherhood é uma brisa de ar fresco para os fãs de plataforma que precisavam urgentemente respirar algo novo.

Mesmo com uma trama pra lá de “manjada”, a verdade é que as animações de Max e a bela arte dos cenários e personagens vão fazê-lo esquecer facilmente por uma temática que já foi abordada exaustivamente nos games do passado.

Bonitinho, mas... Desafiador

A jogabilidade é extremamente viciante, flui muito bem ao longo da jornada e a caneta mágica vai exigir que você frite os seus neurônios em diversos momentos. Mesmo com o visual bonitinho, caricato e repleto de cores, o game é bem desafiador e definitivamente não é voltado para o seu irmãozinho de sete anos de idade.

O visual do jogo é excepcional e os personagens são carismáticos e marcantes. Todos os cenários são muito bem detalhados e vão fazê-lo querer explorar cada centímetro para encontrar as câmeras maléficas que estão escondidas. Tudo foi muito bem caprichado, e a Press Play fez um ótimo trabalho em criar mais uma forte franquia para a família Microsoft Studios.

A trilha sonora é épica e conduz a aventura como uma animação digna da Pixar ou DreamWorks. A sensação de estar jogando um belo filme é presenciada em diversos momentos, especialmente durante as inesquecíveis cutscenes.

Vale a pena?

Max: The Curse of Brotherhood não é apenas um título inovador para o gênero; é uma das maiores apostas da Microsoft nos últimos tempos e uma franquia que com certeza renderá bons frutos para a companhia. Se o game possui algum defeito, nós não conseguimos enxergá-lo, já que ficamos muito ocupados admirando os belos cenários e nos divertindo imensamente com a caneta mágica. 

Prós & Contras

Prós

  • Puzzles bem pensados
  • Desafiador
  • Personagens carismáticos
  • Parece uma animação da Pixar
  • Diversos segredos escondidos

Contras

  • Não encontramos pontos negativos.

Interesse ao longo do tempo

Compartilhe essa página

Avaliações sobre o Max: The Curse of Brotherhood

  • {{comentario.nome}} {{comentario.data}}
    {{comentario.nota}}
    Nota {{comentario.notaExtenso}}!
    Editar Avaliação