Logo Pinta Ícone

Pinta Versão 1.6 Grátis

2.25 MB
Funciona em: Windows
XP/Vista/7/8/8.1
Atualizado em : 09/03/2015 Jonathan Pobst
Baixar Grátis Download Seguro
Verificado com Antivírus

O que estão falando…

Já usou? Avalie!
+10 Avaliações
  • Foto de breno antunes de assis e silva
    breno antunes de assis e silva 21 de abril de 2010 - 17:08
    10
    Nota Excelente!
    O Pinta é uma ferramenta bastante interessante e, apesar de ainda não estar completa e possui algumas funções por serem ativadas, parece prometer bastante dor de cabeça aos softwares similares. Mesmo que ele ainda não tenha sido totalmente fechado, o Pinta é uma opção bastante simples se comparada ao Paint.NET e ainda mais fácil de usar que o GIMP. Esse mérito se deve ao fato de a interface dele ter se apropriado de recursos visuais dos dois programas, porém fixando as barras. O fato de haver caixas fixas nas laterais contribuiu muito para que a avaliação do programa fosse mais simples. Em termos de interface, não há do que reclamar do Pinta. Porém, existem alguns pontos menores que ainda causam algum desconforto como o fato de ele ter alguns problemas com a abertura e o salvamento de arquivos. Excetuando-se o fato de ele ainda estar em desenvolvimento, este é um programa bom, que pode ajudar muito na hora de fazer pequenos ajustes e trabalhar imagens de maneira rápida e descomplicada. Mas se você desejar precisão, é melhor continuar com os softwares já consagrados.

Descrição

Luísa Barwinski
Edite imagens com toda a simplicidade de um programa que promete roubar o lugar dos grandes

Em um mundo repleto de opções para editar  fotos, fica complicado encontrar uma ferramenta simples e que ofereça recursos tão bons quanto os softwares profissionais. Basta analisar a partir de programas consagrados como Adobe Photoshop, GIMP e o emergente Paint.NET para saber que a concorrência é grande e, às vezes, pode ser até desleal.

Ainda assim, muitos editores independentes, originados em projetos do tipo open source, têm conquistado cada vez mais espaço nesse mercado. Talvez se trate de algum tipo de opção pela simplicidade ou suporte para iniciativas do tipo, mas é notável o crescimento do uso de softwares que possuem essa licença. É exatamente nesse rastro que vem o Pinta.

O programa é uma espécie de junção do GIMP com o Paint.NET que promete descomplicar muito a sua utilização enquanto edita as imagens. Apesar de não ter todas as suas funcionalidades ativas, o Pinta consegue desempenhar muito bem aquelas que já estão disponíveis para uso. Entretanto, é preciso lembrar-se de um detalhe importantíssimo antes de sequer fazer o download do instalador do programa.

Cuidados iniciais

Primeiro, você precisa instalar o “GTK# for Windows” – caso esse seja o seu sistema operacional. Se você for um usuário de computadores da Apple, precisa instalar o “Mono for Mac”.

Depois disso, já é possível baixar e instalar o editor sem nenhum problema. Entretanto, lembre-se de que esse primeiro passo é fundamental para que o seu computador esteja apto a rodar a biblioteca de recursos do Pinta.

Um editor completo

Uma vez que as bibliotecas estejam instaladas e o programa estiver funcionando corretamente, você já pode começar a se divertir. Quando você abrir o Pinta pela primeira vez, vai observar que algo nele é bem familiar. Isso ocorre porque a interface do editor é totalmente baseada no Paint.NET, mas consegue oferecer algumas coisas que o outro programa não tem.

A interface do editor

Essa diferença fica bastante clara especialmente nas caixas de ferramentas e paletas de cores, que no outro editor estão soltas. Além disso, a estrutura que ele utiliza chega a lembrar um pouco aquela que está presente no GIMP. Como se trata de duas barras laterais, o Pinta tem bastante semelhança. Ainda assim, ele conta com o bônus de mantê-las fixas.

Ferramentas principais

Na barra presente à esquerda da interface do programa, você encontra todas as ferramentas e cores para criar elementos novos na sua imagem. À direita, há o controle de camadas e histórico de ações. Esses dois recursos são extremamente úteis a quem pretende criar elementos separados, que possam ser editados de forma independente.

O aplicativo apresenta as ferramentas de desenho tradicionais de editores de imagens, agora incluindo a “Varinha mágica”, que esteve ausente nas versões anteriores. As funções relacionadas a textos possuem suporte para caracteres especiais e métodos de entrada diferenciados, além de ser possível a utilização dos comandos de “Copiar” e “Colar”.

A interface fixa é um ponto alto!

Além disso, para melhorar as suas experiências ao trabalhar com o editor, ele foi otimizado para consumir uma quantidade menor de memória do computador. Assim, o programa evita travamentos e esperas muito longas enquanto você estiver manipulando uma imagem. Da mesma maneira, a renderização também opera de forma mais rápida do que em alguns grandes editores.

Paleta de cores

Uma questão que pode incomodar aqueles que já têm um pouco mais de experiência com editores de imagem é a paleta de cores. Isso acontece devido ao fato de o Pinta trabalhar apenas com as cores que até mesmo o próprio Paint Brush – editor de desenhos nativo do Windows – tem. Assim, se você desejar fazer algum trabalho com outros matizes, não será possível.

A paleta é muito parecida com a do Paint Brush!

Ajustes

Apesar das imperfeições, o Pinta tem alguns recursos bastante interessantes. Boa parte deles se refere aos ajustes e controles de brilho, contraste, curvas e saturação das cores na imagem. Para fazer esse tipo de alteração na sua foto, você só precisa acionar o menu “Adjustments” e escolher a opção que couber melhor ao seu objetivo.

Ajuste sua imagem

Ainda assim, as opções ainda não estão funcionando a todo vapor! Quando você precisar alterar qualquer uma dessas opções, prepare-se para fazê-lo às cegas. O Pinta não possui o modo “Preview” para garantir que o trabalho seja acompanhado passo a passo.

Efeitos

Talvez um dos pontos altos do Pinta realmente seja os efeitos que ele traz. Esse recurso é equivalente ao “Filtros” do Photoshop e outros editores de imagem. Entretanto, devemos medir muito bem as proporções. Enquanto o programa da Adobe tem os seus milhares de filtros e a possibilidade de adicionar outros novos, o Pinta possui apenas cinco.

Se o seu objetivo é fazer um pequeno ajuste na imagem para deixá-la com aparência de desenho, quadro ou adicionar áreas borradas pelo desfoque gaussiano e até mesmo usar o brilho para destacar outras partes, este programa cumpre sua função.

Problema com imagens

Você pode experimentar alguns problemas em abrir imagens, dependendo da localização delas. Esse tipo de erro acontece, geralmente, quando os arquivos estão em algum local de rede ou algo parecido. Por isso, é recomendável transportar os arquivos para o seu computador.

Interessado em desenvolver?

O Pinta está aberto a novas contribuições. Se você é um desenvolvedor e gostaria de acrescentar algo ao programa, pode fazê-lo através do Mono – disponível para todas as plataformas operacionais. Assim, se aquela ferramenta de que você tanto gosta não está no seu editor, você mesmo pode colocá-la ali!

Nossa Opinião sobre o Pinta

Pinta é uma ferramenta bastante interessante para quem precisa de uma alternativa para editar imagens. Mesmo que o programa ainda esteja em fase de desenvolvimento, ele já conta com alguns recursos avançados e dignos dos grandes produtos disponíveis no mercado. A interface é inteiramente baseada no Paint.NET, trazendo familiaridade ao uso.

Tal fato também o deixa semelhante a editores de imagens mais simples, como o Paint do Windows, fazendo com que haja certo reconhecimento nas ferramentas principais. Além disso, com relação aos programas de código aberto, ele é mais simples de utilizar do que o GIMP, o que pode ser uma vantagem, oferecendo uma alternativa para quem não gosta desse aplicativo.

Esse mérito se deve ao fato de a interface do recurso ter se apropriado de recursos visuais dos dois programas, porém fixando as barras. O fato de haver caixas fixas nas laterais contribuiu muito para que a sua avaliação fosse mais simples. Ainda assim, existem alguns pontos menores que podem causar algum desconforto como o fato de ele ter alguns problemas com a abertura e  o salvamento de arquivos.

A paleta de cores simples também pode representar um problema para quem precisa de matizes avançadas. Mesmo assim, ele ainda está em desenvolvimento e muitos desses detalhes ainda podem ser melhorados no futuro. O Pinta é um ótimo aplicativo que pode ajudar muito na hora de fazer pequenos ajustes e trabalhar imagens de maneira rápida e descomplicada.

Prós & Contras

Prós

  • Interface bem construída
  • Simplicidade de recursos

Contras

  • Não há versão em português
  • Possui recursos incompletos

Interesse ao longo do tempo

Compartilhe essa página

Avaliações sobre o Pinta

+10 Avaliações
  • {{comentario.nome}} {{comentario.data}}
    {{comentario.nota}}
    Nota {{comentario.notaExtenso}}!
    Editar Avaliação